Polícia prende pai e filho envolvidos em latrocínio de empresário no Bessa; terceiro participante está foragido

Mais uma vez a Polícia Civil preenche a lacuna deixada pelo policiamento ostensivo e preventivo que não consegue ser presente nas ruas para inibir a ação dos marginais. Numa ação rápida e coordenada, policiais civis desvendaram o crime que estarreceu a sociedade paraibana pela ousadia e violência, vitimando o empresário Urenildo Farias da Cunha no ultimo sábado.

A Polícia Civil da Paraíba, por meio do trabalho investigativo desenvolvido pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio da Capital – DCCPES (Homicídios), deflagrou na madrugada de hoje (12), a Operação Gold Chain que culminou com a prisão em flagrante de Josias Pereira da Silva (44) e Isaias da Silva Pereira (19), pai e filho, respectivamente, responsáveis pela morte da vítima Urenildo Farias da Cunha, nesse fim de semana.

Urupio, como era conhecido na sociedade, estava na Praia do Bessa, por volta das 8h, quando sofreu um disparo de arma de fogo no peito e morreu no dia em que fazia 59 anos de idade.

A investigação apurou que Isaias e um segundo indivíduo ainda não identificado abordaram a vítima no instante em que descansava à beira-mar, com o objetivo de roubar-lhe o cordão de ouro. Durante a ação, a vítima tentou agarrar o executor e por isso acabou sendo alvejada no peito por um disparo de calibre 32. Enquanto isso, Josias esperava para dar fuga aos criminosos utilizando-se de um veículo Renalt Sandero, o qual tinha sido alugado para realizar assaltos na orla da Capital.

Josias foi preso no bairro do Bessa, o mesmo onde ocorreu o fato, ainda na noite de ontem, ocasião em que também foi apreendido o veículo utilizado no crime.

Já Isaias foi preso na cidade de Olinda, em Pernambuco, após incursões na Comunidade Tabajara, nas primeiras horas de hoje. Ambos confessaram o crime.