Polícia Militar completa 189 anos de glória, mas registrando episódios que maculam sua história

A Polícia Militar é a mais antiga instituição em atividade no Estado e hoje (03/02) completa 189 anos de relevantes serviços prestados à sociedade paraibana, quase 200 anos de uma luta onde deixou seus mortos e heróis, aqueles policiais que se dedicaram a missão de proteger o cidadão e que estão sendo reconhecidos e homenageados pelo Secretário de Segurança, Jean Nunes, a maior autoridade da pasta (apesar de algumas divergências solertes), em vídeo que circula nas redes sociais.

Essa a PM que o paraibano respeita

Inegavelmente, a Policia Militar tem uma tradição de instituição comprometida com a defesa social e alguns desvios de conduta não podem ser atribuídos a corporação como apontam os mais açodados e insatisfeitos.

O secretário de Segurança do alto de sua inquestionável autoridade faz justa homenagem à tropa formada na sua imensa maioria por homens e mulheres de bem.

Nesse dia de tantas honrarias – e glórias revividas – seria bom e salutar não esquecer aqueles redutos sombrios, que agem as margens dos interesses da corporação e da sociedade como verdadeiros cancros a minar e contaminar um organismo que ainda se mantém sadio, apesar da gravidade do vírus que a infesta e debilita.

E essa a PM que ninguém sabe o que faz, mas que é preciso saber

Entre palmas e elogios, não poderiam faltar as críticas, apontando para esses setores que comprometem a imagem da corporação localizados em postos e graduações que sua periculosidade e nulidade não concedem nem permitem.

Mancha negra

Manchando uma pagina quase bicentenária a corporação atravessou uma década de promiscuidade e envolvimento com a mais terrível e perigosa quadrilha institucional montada para saquear o estado e que contava com a escolta de integrantes de alta patente, delatados por membros do alto escalão do crime organizado.

Chantagem e Espionagem

No decorrer do volumoso e escandaloso processo judicial citações sobre a participação de membros dessa valorosa corporação atirada na lama do descrédito porque nunca essas acusações de envolvimento foram devidamente apuradas e esclarecidas.

Episódios degradantes de espionagem e intimidação chegaram atingir autoridades do Governo mostrando o quanto a instituição encontra-se desvinculada do compromisso social prestando-se para atividades sombrias, que atenderiam interesses subalternos de pessoas e grupos, numa confirmação de que, a corporação deixou de ser publica e passou a ser privada destinada e estruturada para manter uma hegemonia familiar.

Essa página negra da instituição Polícia Militar da Paraíba jamais será apagada para que a posteridade possa ver e entender até onde vai o desvario humano, a insanidade pretenciosa de alguns crápulas, capazes de afrontar e adulterar tudo para atingir seus propósitos.

A história nunca perdoa os canalhas.

https://www.instagram.com/p/CKzWiy_HlZn/?igshid=t5vm82i23g5c