Polícia Federal combate corrupção no Ceará

A Polícia Federal deflagrou a operação policial Dor Fantasma 2, na manhã desta sexta-feira (20), com o objetivo de aprofundar investigação sobre suposto esquema criminoso, envolvendo licitação com indícios de fraude e desvios de recursos públicos federais na contratação de médicos e enfermeiros pelo Município de Redenção/CE.

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal, em Fortaleza/CE e Eusébio/CE. As buscas têm como objetivo apreender documentos e mídias para esclarecer elementos já levantados na primeira fase da operação policial deflagrada em 14 de outubro de 2022, individualização da atuação dos suspeitos nos crimes investigados e levantamento da destinação dos recursos públicos repassados pela União ao Município de Redenção/CE, apurando-se eventuais desvios e/ou apropriação de recursos públicos federais.

As investigações tiveram início no ano de 2020, elucidando indícios de que houve contrato na ordem de R$ 1,5 milhão oriundos dos cofres da União com cooperativa, aparentemente sem capacidade logística e operacional em Redenção/CE, por meio de Dispensa de Licitação. Pesquisas revelaram que a empresa investigada recebeu dos cofres públicos valores de 58 milhões de reais, grande parte de origem federal, por meio de contratos firmados com diversas Prefeituras do Ceará.

Os investigados poderão responder pelo cometimento, em tese, dos crimes de corrupção ativa e passiva, com penas de até 36 anos de prisão.  As investigações continuam, com análise do material apreendido.