Perfidus: integrantes do Gaeco e da PC cumprem mandados judiciais contra investigados

A Polícia Civil do Estado (PCPB) e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) cumprem, na manhã desta quarta-feira (09/11), três mandados judiciais expedidos pela 5ª Vara da Comarca de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa.

De acordo com os responsáveis, a ação recebeu o nome de “Operação Perfidus” em referência à participação de um servidor público em crimes investigados, o que ensejaria em ‘traição’ ao seu juramento de servir à sociedade. No entanto, os detalhes do processo não foram divulgados em razão do sigilo.

As medidas cautelares objetivam subsidiar investigação policial, a fim de responsabilizar os envolvidos, investigados por tráfico de drogas (arts. 33, 35 e Lei 11.343/06; comércio ilegal de arma de fogo (art. 17 da Lei  10.826/03),  lavagem de capitais (art. 1º, § 1º, II da Lei 9.613/98), receptação (art. 180 do CP), associação criminosa (art. 288 do CP), organização criminosa (art. 2º, caput e §§ 2º e 3º da Lei 12.850/13).

Estão sendo cumpridos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão com a participação de 23 policiais, sendo 15 civis e oito integrantes do Gaeco/PB.

Fonte: MPPB

Foto: MPPB