PB confirma 301 novos casos e três óbitos por Covid-19

Novos 301 casos de contaminação pela Covid-19 foram confirmados na Paraíba nesta quarta-feira, sendo 300 pacientes com o desenvolvimento de quadros leves, com recuperação em suas residências, e um paciente com necessidade de hospitalização. Campina Grande, com 55 casos, e João Pessoa, com 53, registraram o maior número de novos casos. Também possuem uma maior concentração os municípios de Jericó, São Bento e Cajazeiras.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) também confirmou três falecimentos em decorrência do agravamento da doença. As vítimas foram dois homens e uma mulher, com idades de 72 a 88 anos, que residiam nas cidades de João Pessoa, Conde e Cajazeiras. Dois dos três pacientes não possuíam histórico do recebimento de doses de reforço contra a doença, além de possuírem hipertensão, diabetes, cardiopatia, neoplasia e alzheimer como comorbidades associadas à doença. A pasta investiga ainda outros dois falecimentos.

O Centro Estadual de Regulação Hospitalar informou que nenhum paciente foi internado nas últimas 24h, entre terça-feira e ontem. Ao todo, 45 pessoas estão hospitalizadas em leitos públicos de referência para o tratamento da doença, com 6% de ocupação nos leitos de UTI para adultos.

A Paraíba contabiliza, até o momento, um total de 649.048 casos da doença, sendo 467.055 pacientes considerados recuperados e 10.384 vítimas fatais da doença.

O Ministério da Saúde não atualizou os dados de vacinação contra a Covid-19 na Paraíba. Os últimos dados são referentes a segunda-feira, onde o Estado registra 89,77% da população acima de cinco anos vacinada com duas doses ou dose única, chegando ao encerramento do ciclo primário, com o montante de 3.367.428 pessoas. Outras 3.530.660 pessoas receberam a primeira dose dos imunizantes, chegando a 94,12% da população estimada acima de cinco anos, onde 249.215 ainda não retornaram às salas de vacinação para o recebimento das segundas doses e estão com o ciclo vacinal incompleto.

Um total de 2.051.075 pessoas receberam a primeira dose de reforço, representando 54,68% da população apta, e 369.964 receberam a segunda dose, chegando a 65,96%. Outras 58.891 receberam doses adicionais. Considerando apenas a população acima de 18 anos, são contabilizadas 1.983.513 primeiras doses de reforço aplicadas, o equivalente a 66,53% da população da faixa etária, além de 369.013 segundas doses de reforço aplicadas na população apta.

TRANSCRITO DO JORNAL A UNIÃO