Parlamentares da CMJP homenageiam os 435 anos de João Pessoa relatando memórias afetivas com a cidade

Tardes no Ponto de Cem Réis, carnavais no Clube Cabo Branco, vitória marcante do time Juventude no Wilsão. São algumas das memórias afetivas presentes nas recordações dos pessoenses e também vereadores da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) reunidas em homenagem aos 435 anos da Capital. Eles ressaltaram ainda as qualidades da cidade, do povo e os desafios no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus que fizeram o aniversário deste ano diferente.

Além das recordações, eles ressaltaram as qualidades da Capital, do pessoense e os desafios no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus que fizeram o aniversário deste ano diferente

As recordações de Durval Ferreira (Progressistas) com João Pessoa permeiam toda a sua vida. “Lembro dos fins de tarde no Ponto de Cem Réis, das tardes de domingo na Lagoa, das sessões de cinema do Cine Rex, das brincadeiras de infância no Jardim Glória e dos cultos de domingo na igreja Assembleia de Deus. Sinto uma grande alegria em dedicar o meu trabalho ao crescimento da Capital, que a cada dia, fica mais bonita. Parabéns João Pessoa, que Deus continue abençoando todos nós”, felicitou.

“Lembro de momentos marcantes em minha vida, como o Carnaval no Clube Cabo Branco e de Jogar futebol e bola de gude na Avenida São Paulo. Do Hino Nacional que cantávamos toda segunda-feira no colégio Ipep e das grandes amizades que fiz durante os estudos no Pio X”, recordou Damásio Franca (Progressistas), desejando parabéns a João Pessoa. “Tenho alegria em hoje representar o povo dessa cidade como vereador e a melhor maneira de retribuir isso é com muito trabalho”, declarou o parlamentar.

A belíssima orla da capital registrada pelo talento do fotógrafo Olenildo Nascimento

Natural de Fortaleza, no Ceará, Renato Martins (Avante) afirmou que é filho adotivo de João Pessoa, a cidade que ele escolheu para servir. “Na condição de vereador, pude apresentar muitas ideias, lutas e sonhos”, ressalta. O momento que mais marca a memória do vereador, foi a vitória do campeonato amador quarentão pelo Juventude, no estádio Wilsão, em Mangabeira. “Fomos campeões com um gol de falta do saudoso Esquerdinha, que chegou a ser campeão da Champions League na Europa. Foi um título de muita emoção, uma vitória inacreditável, nosso Juventude renascido e campeão amador do quarentão de 2016, uma data inesquecível”, relembrou.

“O Parque Solon de Lucena, a Lagoa, é um dos meus locais preferidos em João Pessoa. Para mim, esse espaço é como a cereja do bolo. Outro detalhe é que esta cidade abraça os que são seus e também os que chegam de fora, como eu, que sou um carioca pessoense de coração”, revelou o Bispo José Luiz (Progressistas).

Orgulho de viver em João Pessoa

Lucas de Brito (PV) não imagina seus dias longe de João Pessoa, a quem chamou de senhora de seu passado, presente e futuro. “Praticamente todo o meu passado transcorreu na Capital, onde aprendi a andar e falar, amar e respeitar o próximo. É a cidade onde nasci, que me deu duas vezes a oportunidade de representá-la no parlamento me possibilitando lhe dedicar no presente os melhores anos de minha juventude. Quando me volto para o futuro e mergulho em meus sonhos, não me imagino fora de João Pessoa”, assegurou o vereador.

“Parabéns, João Pessoa, pelos 435 anos de história. Aqui vai meu abraço a essa cidade tão bela que a gente tem a honra de representar. Quero desejar muita saúde, muita paz para todos os pessoenses”, parabenizou Dinho (Avante).

Sandra Marrocos (PT) enfatizou que a cidade completa 435 anos de resistência em sua existência, revelando seu apego emocional aos locais onde fixou moradia. “A Praça da Pedra, no Centro, é o local onde morei, quando cheguei na Capital, em 1981. E a Praça da Paz, nos Bancários, onde moro atualmente, são dois espaços que me remetem afetivamente à cidade. Parabenizo cada morador e moradora neste momento de isolamento social. Vamos resistir e reabraçar esta cidade. Parabéns, João Pessoa, Paraíba e Filipeia de Nossa Senhora das Neves”, desejou.

“Agradeço a Deus, pois é um orgulho ser pessoense e participar da História desta cidade a partir de uma ligação intensa com os bairros da periferia. Estamos completando mais um ano e, além de gratidão, desejo do fundo de meu coração saúde e paz a todos”, homenageou Sérgio da SAC (Solidariedade).

Local de todos e para todos

Para Zezinho Botafogo (Cidadania), João Pessoa tem grande potencial econômico e grande importância histórica, mas ainda muito a crescer e desenvolver. Ele ressaltou a hospitalidade e carinho do pessoense. “O povo de João Pessoa é acolhedor, sorridente e forte. Foi aqui onde criei raízes, meus filhos, sou muito grato a João Pessoa. Acredito no seu potencial e trabalho com vontade para vê-la cada vez melhor e mais justa para todos”.

Marcos Henriques (PT) lembrou que João Pessoa foi colonizada por portugueses e já teve diversos nomes, como Nossa Senhora das Neves, Filipéia de Nossa Senhora das Neves e Parahyba do Norte até chegar ao atual. O vereador parabenizou o povo pessoense e a cidade. “Parabéns à população de João Pessoa. Parabéns a essa cidade que cada dia se reinventa, chegando próximo a um milhão de habitantes. Agradeço a oportunidade de poder lutar para fazer de João Pessoa uma cidade cada vez melhor. Parabéns ao povo pessoense e a todos que fazem de João Pessoa essa bela cidade”, reiterou.

Para o vereador Mangueira (Progressistas), João Pessoa tornou-se mais querida por ter sido o local onde formou sua família. “Foi aqui que conheci minha esposa, casei e ela me deu três presentes, três filhos. É meu maior prazer e maior alegria que isso tenha acontecido na minha cidade, por isso que tenho uma devoção por João Pessoa, especialmente pelos bairros da Zona Sul, Rangel e Cristo, onde minha família e eu moramos. Quero parabenizar João Pessoa pelos 435 anos e espero realmente que ela tenha mais qualidade de vida, mais infraestrutura, saúde, educação e segurança”, parabenizou.

Humberto Pontes (PV) ressaltou que João Pessoa é uma das melhores cidades de se viver, com praias belas, clima agradável e o verde predominante em toda a cidade. “Ninguém sai daqui sem uma experiência boa para contar e sem saudade no peito. João Pessoa é o lugar do qual não se quer sair e para onde sempre se quer voltar”, enfatizou. Ele destacou a hospitalidade do pessoense e sobretudo a força e consciência do povo no combate à pandemia. “Esse aniversário é em casa, mas muitas comemorações virão. Parabéns João Pessoa, saúde e força para todos nós”, desejou o vereador.

Pandemia: força para enfrentar desafios

Para o presidente da CMJP, João Corujinha (Progressistas), o aniversário de 435 anos de João Pessoa está marcado por grandes desafios que virão. “Estamos vivendo um novo tempo com muitas adversidades. Mas é exatamente na tempestade que conseguimos perceber ainda mais as qualidades de nosso povo, que não abaixa a cabeça e tem força pra ir à luta todos os dias. É essa mensagem de esperança e otimismo que quero trazer para todos hoje. Não tenho dúvidas de que juntos vamos enfrentar todos os obstáculos impostos pela pandemia e continuaremos sendo uma cidade próspera”, enfatizou.

“São 435 anos de uma cidade linda, maravilhosa, que cresceu exuberante, vendo o sol nascer primeiro nas Américas. Que pena que hoje não podemos desfrutar totalmente desse paraíso em função de uma pandemia. Entretanto, a cada dia está mais perto de sairmos dessa pandemia. Vamos vencer essa luta juntos, nos reerguermos e ficarmos mais firmes. Deus abençoe João Pessoa e a todos os Pessoenses”, declarou Eliza Virgínia (Progressistas).

Clarisse Oliveira e Haryson Alves/ fotos de Olenildo Nascimento