Parceria do TRE-PB e PM/PB leva alimentos aos mais necessitados em Guarabira

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) segue na terceira edição da Ação Solidária promovida por magistrados, juízes membros da Corte Eleitoral e servidores da Justiça Eleitoral da Paraíba, em parceria com a Patrulha da Esperança da Polícia Militar da Paraíba, com vistas à distribuição de cestas básicas a pessoas necessitadas, nesse cenário de isolamento social.

Patrulha da Esperança da Polícia Militar da Paraíba realiza entrega de cestas básicas da campanha de doações promovida pela Justiça Eleitoral da Paraíba, no município de Guarabira

Essa última ação ocorreu, nesta terça-feira (16), na cidade de Guarabira, com a distribuição de 175 cestas de alimentos. A primeira edição foi em João Pessoa e a segunda, em Campina Grande.

Segundo informou o juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior, ex-membro do TRE-PB, que continua à frente dessa Campanha, esta ação contou com a participação do 4º Batalhão da Polícia Militar, que se encarregou da distribuição das cestas, sob o comando do Coronel Gilberto e com o apoio da Capitã Karla.

“Foram beneficiadas famílias de diversas comunidades carentes entre elas: do Buraco do Afonso, no Bairro do Nordeste e do Conjunto Mutirão. Na ocasião foram beneficiados diversos catadores de reciclados. A Ação visa amenizar o sofrimento das famílias que passam por extremas necessidades, nas diversas regiões do Estado”, afirmou o magistrado Antônio Carneiro Júnior.

“O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba está absolutamente irmanado no sentido de propiciar às pessoas necessitadas uma melhor condição nesse período de pandemia que assola todo o Brasil. A ação que ocorreu no município de Guarabira contou com a participação efetiva e eficiente da Polícia Militar da Paraíba, que realizou a distribuição das cestas básicas. As doações foram feitas por membros da Corte, juízes e servidores do TRE-PB, em um mutirão da solidariedade. Agradeço em especial ao juiz Antônio Carneiro que está à frente desse projeto, desde o início.” Acrescentou o Desembargador José Ricardo Porto, Presidente do TRE-PB.