Operação cumpre mais de 40 mandados contra organização criminosa na PB

A Polícia Civil da Paraíba com apoio da Polícia Militar, da Secretaria de Administração Penitenciária e do Gaeco/MPPB, deflagrou no início da manhã desta quinta-feira (13), uma operação contra crimes de latrocínio. A Operação Latrol cumpre 44 mandados judiciais expedidos pela Vara de Entorpecentes da Comarca da Capital.

Ação visa identificar os integrantes de organização criminosa cuja atuação abrange os delitos de tráfico de drogas, assaltos e lavagem de dinheiro.

Ação visa identificar os integrantes, cuja atuação abrange os delitos de tráfico de drogas, assaltos e lavagem de dinheiro

As forças de segurança, coordenadas pela Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR) e pela Coordenação de Inteligência da SESDS, ficaram responsáveis pelo cumprimento de 16 mandados de prisão temporária e 28 de busca e apreensão, concentradas na capital paraibana e no município de Pilar.

Ao final da Operação Latrol, os presos serão encaminhados à Central de Polícia da Capital, onde ficarão custodiados à disposição da Justiça paraibana, e serão ouvidos na DECCOR durante o decorrer das investigações.

O delegado Allan Terruel deverá conceder entrevista coletiva às 10h desta quinta-feira (13), na Central de Polícia de João Pessoa para fazer um balanço e esclarecer informações sobre a Operação Latrol, que está acontecendo desde as primeiras de hoje em João Pessoa e Pilar.

O nome da operação é menção ao líder da Organização Criminosa conhecido por “Latrol” – referência a Latrocínio: crimes caracterizados por assaltos seguidos de assassinatos.