Operação Carro-Pipa vai distribuir 870 mil litros de água em 12 dias

Faltando apenas 12 dias úteis, para o final do mês de julho, o Programa de Distribuição de Água Potável no Semiárido Brasileiro – Operação Carro-Pipa vai distribuir 87 carros de água, o equivalente a 870 mil litros, em 75 localidades da Zona Rural de Campina Grande. A informação é do coordenador da Operação da Defesa Civil, Maxsuell Dantas.

Há mais de 20 anos, o Governo Federal implementou o Programa de Distribuição de Água Potável no Semiárido Brasileiro, com o objetivo de realizar o abastecimento de água potável para o consumo humano no Polígono da Seca Nordestino, norte de Minas Gerais e Espírito Santo.

Em Campina Grande, o 31º Batalhão de Infantaria Motorizado é responsável pela Operação, com a coordenação do Capitão Joelson. Os seis pipeiros que fazem o abastecimento das cisternas coletivas nas comunidades da Zona Rural e nos Assentamentos são contratados pelo Exército, que também elabora mensalmente o calendário da distribuição alternativa de água.

As atividades da Operação Carro-Pipa compreendem à distribuição de água potável, preferencialmente por meio de carros-pipa, às populações rurais e urbanas atingidas por estiagem com prioridade para os municípios que encontram-se em situação de emergência ou estado de calamidade pública.

A distribuição foi iniciada no dia 1º de julho, com o acompanhamento da Defesa Civil e Vigilância Sanitária de Campina Grande e se estenderá até o dia 31.

FISCALIZAÇÃO – Desde o início da pandemia do coronavírus, a fiscalização da potabilidade da água distribuída através de carros-pipa foi intensificada, por parte do Exército, da Defesa Civil e da Vigilância Sanitária.

O abastecimento das 100 cisternas coletivas na Zona Rural é feito por seis pipeiros contratados pelo Exército, durante o mês de julho, dos 175 carros de 10 mil litros cada, totalizando 1 milhão e 750 mil litros de água, faltam 87 carros. Os pipeiros percorrem uma distância de 3.022 quilômetros.

Todo acompanhamento do armazenamento da água, diariamente é feito pelos representantes dos órgãos envolvidos na Operação. O coordenador da Defesa Civil Municipal, Ruiter Sansão, alerta a população no sentido de denunciar qualquer irregularidade na distribuição. Quaisquer dúvidas e sugestões podem ser encaminhadas para o telefone (83) 99645.2330.

Fonte: Codecom