Números da pandemia nas últimas 24 horas revelam o avanço da doença no estado mesmo com todas as medidas restritivas do Governo; 439 casos foram confirmados na PB

Bastam os números para confirmar o acerto das medidas tomadas pelo Governo do Estado para enfrentar a aceleração da curva ascendente do coronavírus na Paraíba.

João tem mantido a serenidade diante do radialismo de oportunistas

Nas últimas 24 horas 439 novos casos foram confirmados no Estado mostrando que as previsões sobre o pico da pandemia para a segunda quinzena de maio estavam corretas e que as medidas preventivas podem ter reduzido o surto mesmo criando toda sorte de dificuldades para a economia estagnada desde que a doença se alastrou pelo mundo.

Impelido pela enorme responsabilidade social de evitar o colapso da estrutura de saúde do estado, enfrentando ainda o radicalismo produzido pelo antagonismo politico que viceja desde que a Direita derrubou Dilma do Governo e instalou seu capitão de nau catarineta para conduzir o país atabalhoadamente, acrescido da atividade criminosa de oportunistas políticos, apostando no quanto pior melhor, o governador vem conduzindo com serenidade a luta para não perder o controle da situação diante da exaltação de ânimos como ocorreu ontem na porta da Granja Santana onde uma turba resolveu peitar sua autoridade.

João luta para evitar o colapso da estrutura de Saúde do Estado

Mentes mais lúcidas da construção civil concordam com as medidas tomadas e reconhecem que os canteiros de obras já apresentaram suas vítimas, mas não na intensidade revelada pela prefeitura onde 47 operários teriam dado positivo para o coronavírus em uma obra que empregava 80 trabalhadores.

Esses dados confusos e imprecisos teriam inspirado as medidas restritivas no setor e as entidades representativas apelam para que haja uma reflexão das autoridades, evitando que a necessidade venha matar mais do que a pandemia.

Iniciativas como a carreata de ontem estão impregnadas de radialismo e oportunismo politico dos mais degradantes e não levam a soluções que possam amenizar a situação de caos, que atravessa o país e o estado, atendendo apenas aos interesses mais degradantes de abutres, alguns munidos  de microfones, que defendem só e somente os ganhos que sua nefasta trajetória colheu.

Boletim

A Paraíba registrou nesta segunda-feira (18) 4.786 casos de coronavírus, 439 confirmações a mais em 24 horas, maior número de casos confirmados em um dia desde a primeira confirmação no estado, no dia 18 de março. Mais 13 mortes foram registradas em um dia, totalizando 207 em todo o estado. Os dados mostram que 1.462 pessoas se recuperaram da Covid-19, doença provocada pelo novo vírus.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba
Confirmados: 4.786 (eram: 4.347)
Descartados: 5.356 (eram: 5.006)
Cidades atingidas: 141 (eram: 136)
Dentre os casos confirmados:
Recuperados: 1.462 (eram: 1.171)
Mortos: 207 (eram: 194)
Internados: 256 em enfermarias + 161 em UTIs = 417 (eram: 405)
Em casa: 2.700 (eram: 2.577)
Dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos ativados em todo o estado, 74% estão ocupados. Na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), a taxa de ocupação de UTI para adultos é de 88%; em Campina Grande, 83%.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), 13 mortes foram confirmadas entre esse domingo (17) e esta segunda (18), referentes a pacientes com idades entre 20 e 88 anos, sendo 8 homens e 5 mulheres.