Léo diz que mais de 20 mil pessoas de outras cidades foram vacinadas em JP

O prefeito interino de João Pessoa Leo Bezerra (Cidadania), em entrevista ao programa F5, da 89 Rádio Pop, nesta segunda-feira (12), revelou que mais de 20 mil pessoas de municípios circunvizinhos foram vacinados contra Covid-19 pela Prefeitura de João Pessoa. Além disso, anunciou que a partir de amanhã será ampliado a quantidade de pontos de vacinação na Capital. “A vacina que chegar, nós vamos botar no braço do cidadão de João Pessoa. E se faltar, é por que estamos seguindo o cronograma nacional”, declarou.

Leo explicou que a vacinação em pessoas de outros municípios foi algo que ocorreu por conta da celeridade na imunização dos pessoenses e pela documentação que é requerida no ato da vacinação.

“Nós vacinamos, e a população de João Pessoa precisa saber disso, mais de 20 mil pessoas que não são da cidade. Enquanto outras cidades estão pedindo o número do cartão SUS para só vacinar aquelas que são da cidade, João Pessoa faz diferente. João Pessoa vacinou quem estava na nossa cidade, pedimos apenas o comprovante de residência, mas a gente sabe que comprovante de residência não limita nada. São 20 mil pessoas vacinadas que não são daqui e doses que deveriam estar para a população da cidade, mas estão nos braços de pessoas de outros municípios circunvizinhos”, afirmou.

O prefeito interino lamentou as críticas de opositores sobre a pausa na imunização contra Covid-19 ontem e hoje. A pausa ocorreu, de acordo com ele, para dar folga aos profissionais de saúde, que estão sendo demandados de domingo a domingo para avançar no cronograma de vacinação.

“É chegar a vacina hoje e aplicarmos amanhã. E aí, é muito fácil criticar e dizer que a vacina não está sendo aplicada ontem e hoje No domingo de Páscoa, ninguém falou nada por que as pessoas estavam sendo vacinadas. Os profissionais de saúde têm limites. Não temos como fazermos rodízio mais. Nós temos que colocar toda a equipe, o tempo inteiro, por que a demanda aumentou e temos que ter 100% da equipe nos dias de vacinação. Nós demos um descanso aos profissionais no domingo”, disse.

Leo ainda destacou a ampliação do número de pontos de vacinação em João Pessoa e explicou a dificuldade para planejar um cronograma.

“O que nós fizemos hoje, ao conversar com a Secretaria de Saúde do Estado, foi exatamente fazer uma projeção, mas infelizmente os dados do Governo Federal só chegam com um pouco mais de 48 horas. às vezes 24 horas e, por isso, esse problema nosso de fazer uma programação semanal de vacinação na cidade. Não é culpa da Prefeitura. Nós temos os dados locais, os levantamentos, mas não sabemos o dia certo e a quantidade certa de vacinas que vai chegar. O que nós vamos fazer é ampliar o número de pontos de imunização. Mas isso não é desculpa. Nós estamos preparados”, pontuou.