Justiça eleitoral cassa mandatos das prefeitas de Bayeux e Carrapateira com seus vices

O juiz eleitoral Antônio Rudimacy cassou, hoje (15) a prefeita de Bayeux, Luciene Gomes, por denúncia de abuso de poder econômico. A decisão atinge o vice-prefeito Clecitoni Silva. A defesa da prefeita vai recorrer da decisão.

De acordo com a decisão judicial, os dois estariam inelegíveis por oito anos e foram multados em R$ 10 mil, cada um. A prefeita foi denunciada pelo Ministério Público de promover aumento da folha de pagamento de servidores em período vedado pela Justiça Eleitoral.

Segundo o juiz, a nomeação de servidores nos três meses que antecedem a eleição desequilibra o pleito. Foram nomeados mais de 300 funcionários.

Em Carrapateira

A Justiça Eleitoral também cassou os mandatos da prefeita de Carrapateira, Marineidia da Silva Pereira, e do vice-prefeito João de Ceará. A decisão foi do juiz Ricardo Henriques Pereira Amorim, da Zona Eleitoral de São José de Piranhas. O motivo principal foi abuso de poder político e econômico nas últimas eleições municipais.

A  ação foi proposta pelo Partido Verde, que denunciou gratificações indiscriminadas e adesão forçada de servidores no grupo de WhatsApp “Avante 22”.

Da redação