João Azevêdo e deputados dão último adeus a José Maranhão

O governador João Azevêdo acompanhou, nesta terça-feira (9), o velório do senador e ex-governador José Maranhão, que faleceu nessa segunda-feira (8), vítima de complicações da Covid-19. O chefe do Executivo estadual decretou luto oficial no estado por três dias e prestou homenagens ao parlamentar paraibano no hangar do Governo do Estado, no Aeroporto Castro Pinto, onde ocorreu uma cerimônia ecumênica, e no Palácio da Redenção, local em que população se despediu do político.Na ocasião, o chefe do Executivo estadual destacou a trajetória honrada do ex-governador. “José Maranhão deixa um legado de correção e de respeito às pessoas.

Ele foi um exemplo de como se fazer política sem radicalismo, extremismo e com respeito aos adversários. Ele também deixou um conjunto de obras e a história dele ficará marcada na Paraíba”, comentou.João Azevêdo também prestou condolências e solidariedade aos familiares de José Maranhão. “Ele era pai, avô, marido. O cidadão José Maranhão fará muita falta a sua família e a gente se despede do homem público”, concluiu.O corpo do senador José Maranhão chegou à Paraíba no início da tarde de hoje, vindo de São Paulo em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e foi conduzido ao hangar do Governo do Estado por cadetes da Polícia Militar. No local, foram prestadas as honrarias de chefe de estado ao ex-governador e realizada uma cerimônia ecumênica.

O corpo do parlamentar foi conduzido ao Palácio da Redenção no final da tarde por uma viatura do Corpo de Bombeiros. Na sede do governo, os admiradores de José Maranhão prestaram as últimas homenagens ao ex-governador.O velório também foi acompanhado por familiares, amigos e autoridades. Em Araruna, terra natal do senador, será realizado um velório na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição durante esta noite. O sepultamento está marcado para as 10h desta quarta-feira (10), no cemitério do município.

Os deputados da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) participaram, nesta terça-feira (9), do velório do senador José Maranhão, que morreu na noite de ontem, em São Paulo, em decorrência de complicações da Covid-19. Na oportunidade, os parlamentares presentes no Palácio da Redenção, onde o corpo foi inicialmente velado, destacaram a trajetória política de Maranhão.

O presidente da ALPB, deputado Adriano Galdino, se solidarizou com a família de José Maranhão e ressaltou sua trajetória de vida. “A Paraíba perde um grande líder, a Política perde um grande exemplo e eu perdi um amigo, um professor”, declarou Galdino. O presidente decretou luto oficial de sete dias na ALPB, já que Maranhão foi deputado estadual por quatro legislaturas.O corpo foi recepcionado com honras de chefe de Estado. O caixão, coberto com a bandeira da Paraíba, foi conduzido por cadetes da Polícia Militar no Aeroporto Castro Pinto e seguiu até o Palácio da Redenção no carro do Corpo de Bombeiros. Muitos outros parlamentares estaduais paraibanos também prestaram homenagem ao senador.

“José Maranhão é uma das personalidades mais importantes da história da Paraíba e seu nome estará gravado nos livros para as futuras gerações”, declarou o deputado Wilson Filho. O deputado Branco Mendes também lamentou a morte. “O nosso Estado hoje está sentindo essa grande perda, de um líder que serviu de ensinamento para todos nós paraibanos. Estamos tristes, mas nos orgulha muito dizer que ele foi o nosso grande representante”, disse.

“Aprendi muito com José́ Maranhão e estas lições quero repassar para as novas gerações. Neste momento há uma mistura de sentimentos dentro do meu coração, mas há́ um sentimento que se sobressai, o da gratidão pela consideração de sempre. Segura na mão de Deus e vai meu amigo, meu líder”, ressaltou Raniery Paulino, que foi companheiro de partido do senador por muitos anos.

O deputado Hervázio Bezerra destacou o trabalho desenvolvido por Maranhão ao longo dos anos. “O Brasil está de luto. Hoje é um dia de dor e tristeza para todo o estado. Sempre tive uma grande admiração pela atuação dele na nossa política”, disse. Para o Cabo Gilberto, José Maranhão “é uma grande referência da política, que projetou o nome da Paraíba e que fez muito por sua terra. “Foram mais de 60 anos de vida pública sem nenhum caso de corrupção”.

Também compareceram ao velório os deputados Taciano Diniz, João Gonçalves, Moacir Rodrigues, Camila Toscano, Ricardo Barbosa, Anderson Monteiro, Tovar Correia Lima, o governador João Azevedo, amigos, familiares, vereadores e lideranças políticas de todo o estado e órgãos de imprensa. O sepultamento acontece nesta quarta-feira (10) no cemitério municipal de Araruna, terra natal do senador.

Biografia – Zé Maranhão, como era chamado por amigos e correligionários, teve uma carreira política bastante atuante, se destacando como o político que governou a Paraíba por mais tempo, cujo cargo exerceu por quase três mandatos – um dos quais em virtude da morte do governador Antônio Mariz. Entre as obras mais emblemáticas da sua gestão estão a construção do Canal da Redenção, levando água do Complexo Coremas-Mãe D’água para projetos de irrigação nas Várzeas de Sousa; e o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, referência no atendimento às vítimas de queimaduras no Estado e no Nordeste.

Exerceu também cargos de deputado estadual, por quatro mandatos; de deputado federal, por três mandatos; senador e vice-governador.

Ele faleceu na noite dessa segunda-feira, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Zé Maranhão ficou 71 dias internado, após ser diagnosticado com Covid- 19.

Imagens: Francisco França e ALPB

Paraíba Já