João, ao apoiar Cícero, deu uma contribuição extraordinária a política paraibana, sepultando o ódio e a mesquinharia

Se saísse do Governo nesse exato momento, João Azevedo já teria dado a mais expressiva demonstração de desprendimento e de visão macro da explosiva política paraibana, onde o ódio, a mesquinhez e principalmente a vaidade imperaram por tanto tempo, causando tantos estragos ao povo e ao estado ao construir ídolos de pés de barro, tigres de papel, e outras aparições medonhas cujas digitais enfeitam os arquivos de polícia.

Essa aliança vira uma pagina de ódio na politica da PB

Silenciosamente sem espalhafatos e sem estratégias mirabolantes, João optou pela disposição de servir e atender aos interesses coletivos, além de contribuir para restabelecer a justiça em torno de um homem cruelmente destruído pela ambição alheia de gente que hoje paga um preço atroz por toda vilania praticada.

Cícero Lucena é um político que soube esperar sua hora para sair do charco em que foi atirado pela covardia dos adversários e também de amigos e aliados, que não hesitaram em jogá-lo a cova dos leões, quando o ódio e a mesquinhez dominavam a política paraibana.

Essa aliança enterra de vez esse período de tantas intrigas e de tanto ódio, onde reputações eram soterradas ao sabor dos mexericos fabricados em esquina e bares dessa cidade tão empolgada pela política.

Com a construção dessa estrada pavimentada pelo desprendimento e pelo desejo de construir uma João Pessoa melhor a verdade e a transparência terão oportunidade de prosperar e aqueles que viviam de jogar pedras no telhado alheio serão atirados aos esgotos para que nunca mais ressurjam na vida pública.

Essa aliança vai enterrar de vez a política da intriga e do ódio”, diz João Azevêdo sobre apoio do Cidadania a Cícero Lucena

 

O governador João Azevêdo, durante coletiva virtual nesta segunda-feira (24), anunciou o apoio do Cidadania ao pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), nas eleições majoritárias deste ano. Segundo o chefe do executivo estadual, essa aliança foi construída com base no simbolismo do ‘sepultamento’ das diferenças políticas entre o Governo do Estado e a Prefeitura de João Pessoa, pondo um basta nas “intrigas e no ódio” que a cidade viveu nos últimos tempos.

Unidos, eles isolaram o ódio

“João pessoa tem pago um preço violento por falta dessa construção. Essa aliança vai enterrar de vez esse tipo de política… Não é a tentativa de capitalizar com essa aliança, mas é a preocupação em saber que o serviço vai ser feito, independente de quem tenha feito”, disse João Azevêdo.

“Chega de mesquinhez, de política maior. Essa aliança aqui é uma aliança baseada no trabalho. São condições pragmáticas que nos unem nesse momento para fazer uma Paraíba melhor, começando por João Pessoa”, concluiu o governador.

Imagem reprodução – Cícero Lucena e João Azevêdo durante coletiva virtual que aconteceu nesta segunda-feira
Confira os principais trechos da entrevista

Indicação do Vice na composição

“Vamos discutir internamente no partido quem será o nome que poderá compor, logicamente com a aprovação do candidato Cícero Lucena, em breve teremos um nome para compor essa chapa. Isso são etapas que serão vencidas e nós, dentro desses próximos dez dias, teremos ai um outro momento, para anunciar o vice, que nós colocaremos e que será colocado em comum acordo para compor essa chapa que, com certeza, será vitoriosa“, disse João Azevêdo.
Rumo do Cidadania em Campina Grande

“Da mesma forma que João Pessoa, nós vamos participar sim de forma efetiva em Campina Grande. Será a próxima cidade onde daremos foco interno e nos próximos dias estaremos decidindo como será essa discussão”, disse o governador.

Sobre a aliança e a construção para 2022

“Ninguém faz aliança pensando em um, dois meses, fazemos pensando na construção de um projeto político. Assim espero que seja essa aliança, que gere frutos para todo a Paraíba… E que em 2022, nós possamos dá continuidade a esse projeto de continuidade a Paraíba“, disse o governador.

“Eu vejo esse momento como de felicidade, porque essa união simboliza exatamente a nova forma de gestão. Eu e João temos experiência suficiente não só para diagnosticar problemas, mas para criar soluções. Vamos juntar todo o nosso conhecimento com a nossa vontade de fazer, para que possamos contribuir, de forma eficaz, sendo um verdadeiro mestre de obras na execução de ações e soluções“, concluiu Cícero Lucena.

Apoio dos partidos da base de João Azevêdo

“Nós estamos fazendo uma aliança. Desde o principio tenho dito que venho buscar um projeto para João Pessoa, João Azevêdo para o Estado. Nossa aliança é para cuidar de João Pessoa. Então todos os partidos que estão colocando não só o seu nome, mas a sua militância… Estaremos admitindo esse espirito que norteou essa aliança com João Azevêdo”, comentou Cícero Lucena.

Raoni, Wilson e Eduardo Carneiro

“Primeiro é importante dizer que ninguém tem o direito de fazer alguém desistir dos seus sonhos, isso não passar por minha cabeça. O que fazer é uma conversa aberta com todos os partidos que compõem a base o porque fazemos essa opção e o livre arbítrio que cada partido tem é quem vai decidir como caminhar. Não coloco como imposição, nem entendo como rompimento, se algum desses aliados mantiverem suas candidaturas. Não passa pela cabeça do governador interromper o sonho de quem quer que seja”, disse o governador do Estado.

Sepultamento das intrigas em João Pessoa

“João Pessoa tem pago um preço por falta de um entrosamento de gestões. Ações que o Governo desenvolve no município, cuja manutenção passa pela prefeitura. Temos o Parque Parahyba. Temos uma obra que é a Estação Cabo Branco que hoje está abandonada. É isso que essa união e essa parceria vai enterrar de vez na Paraíba. Chega de política pequena, o interesse nosso é o bem maior. Fazer com que o estado avançando. É uma aliança baseada no trabalho”, afirmou João Azevêdo.

“Juntos faremos esse compromisso, de cuidar das pessoas. Sabemos que o Governo que cuida do seu povo é o Governo que cumpre o papel. Estaremos vigilantes. Faremos uma gestão moderna, competente e humanizada. Fico muito grato pela confiança e digo com humildade e se Deus permitir, faremos algo que vai servir de exemplo para Paraíba”, pontuou o Cícero Lucena.

“Acredito muito em propósitos. Porque dessa forma, a junção da Prefeitura de João Pessoa com o Governo do Estado, na forma de governar na condução humanista que nós temos, irá formar uma corrente para todos que irão colaborar com esse objetivo”, concluiu o pré-candidato.

ASSISTA A COLETIVA NA ÍNTEGRA: