JAMPANEWS sofre mais um ataque cibernético supostamente promovido por setores ligados ao esquema criminoso de Ricardo Coutinho; plataforma registra 4.302 tentativas de invasão criminosa

Mais uma vez o Jampanews sofreu um violento ataque de hackers que estava – e ainda continua – impossibilitando e dificultando o acesso ao portal e ao seu conteúdo.

A virulência dos ataques aumenta à proporção que o Jampanews revela as atrocidades cometidas pela gang do ex-governador Ricardo Coutinho, mais virulenta ainda à medida que despeja luz nos recônditos mais sombrios e tenebrosos do esquema em decomposição.

O Poderoso Chefão já foi desmascarado, mas faltam aquelas forças policiais que atendiam ao irmão

Na internet, onde a velocidade e o imediatismo são a essência, o internauta estava levando quase dois minutos para abrir uma página e, por mais que lhe parecesse interessante o assunto, tornando-se um exercício de paciência, que termina por afastar os menos persistentes, atendendo assim aos objetivos criminosos dos violadores de sistemas, provocando a queda nas visualizações.

De forma solerte e insidiosa, eles impõem a censura ao impedir a livre manifestação de opinião dificultando que a transparência e a precisão da noticia chegue na sua plenitude ao leitor, protegendo, dessa forma reacionária e obscura, que a verdade sobre a atuação criminosa, dessa quadrilha, chegue ao conhecimento da sociedade.

No espaço de dias, o portal sofreu nada mais nada menos do que 4.302 tentativas de login maliciosos registrado até a publicação dessa matéria, como pode ser constatado pelos números publicados nesse texto, o que se constitui uma façanha, que causa estarrecimento a quem é do ramo e pode avaliar a extensão da violência, uma marca registrada desse esquema de bandidos que a Lei vem desbaratando, mas que não alcançou ainda seus porões.

Investigações apontam que Coriolano usava forças policiais para espalhar o terror

Obviamente que a internet é um celeiro de aventureiros cibernéticos, movidos pelos mais diversificados e obscuros interesses, mas a coincidência dos ataques com a publicação das matérias que levantam o véu que ainda encobre esses setores da criminalidade em decomposição deixou de ser coincidência pela reincidência da ação criminosa visando única e exclusivamente dificultar o acesso às informações que, na sua maioria, não são abordadas com a devida contundência em outros espaços.

Torna-se urgente que se dê nome aos bois para que defuntos não sejam apedrejados

Essa atividade criminosa não se restringe ao Jampanews – não temos a exclusividade desses ataques, mas temos a preferência, pelos alvos que escolhemos para desmascarar, revelando quem são e como age esse rebotalho de um esquema agora devidamente comprovado criminoso e inegavelmente uma quadrilha instalada no poder e no Governo manipulando cada palmo desse estado incluído a Imprensa e que sobrevive em ilhas ainda não devassadas pela caneta do governador João Azevedo e estranhamente intocadas pelas investigações mesmo as autoridades já tendo delações que apontam para a participação de um membro de destaque desse mundo sombrio, que só não foi preso porque já morreu.

Nessa toca ainda tem coelho gordo…

É uma luta constante e permanente para escapar desses ataques sórdidos e covardes, que revelam o caráter do mandachuva, um crápula que se envolve na capa da hipocrisia e da dissimulação para sobreviver entre os homens de bem e que só ganhou destaque e projeção porque membro atuante dessa organização criminosa que agoniza, e que a qualquer momento pode fazer companhia aos que já se encontram nos presídios, porque lugar de bandido é na cadeia.

…ainda falta gente para ocupar essas dependências

O Jampanews está estudando as medidas legais que possam ser tomadas para coibir essa atividade criminosa, que ainda resiste escondida nas sombras e que se contorce em desespero por ver chegar ao fim o seu reinado de atrocidades nunca punidas, porque atendendo ao Poderoso Chefão, já devidamente desmascarado, como também chegará o momento de arrancar a touca que encobre os perfis dessas pústulas acostumadas a tocaias e armadilhas.

João precisa usar a caneta para limpar o Estado

Diante das reiteradas investidas e do claro e inequívoco ataque as liberdades democráticas, não apenas ao portal, mas também a outros meios de comunicação da mídia digital, o Jampanews vai acionar entidades como o Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba, como também a API, e outras relacionadas ao meio como AMIDI, para tomarem medidas preventivas contra esse atentado a liberdade de Imprensa supostamente patrocinado por forças que representam a quadrilha em dissolução pela Justiça.

Informamos aos nossos internautas que ainda estamos trabalhando na recomposição do portal, mas alertando que a dificuldade para acessar é fruto da ação deletéria de integrantes da quadrilha chefiada pelo ex-governador que ainda sobrevive na sombra complacente do Governo contaminando e desmerecendo o esforço do governador João Azevedo para se livrar da borra criminosa, entranhada e resistindo ao esforço da Paraíba para se livrar desses crápulas misturados aos homens de bem.

Cabe a João não apenas administrar o estado e mantê-lo na trilha do desenvolvimento econômico e social, mas, acima de tudo, devolver a dignidade exigida ao serviço público, resgatando a moralidade e a decência na política, ultrajada e atirada à lama do descrédito por quem passou 8 anos aviltando os valores mais proclamados por uma sociedade democrática.