Grupo de choro paraibano formado na Áustria se apresenta no Sabadinho Bom

O projeto ‘Sabadinho Bom’, promovido pela Prefeitura de João Pessoa, através da Fundação Cultural (Funjope), vai ter uma atração internacional. Neste sábado (10), o Wiener Choro Ensemble se apresenta para o público na Praça Rio Branco, no Centro da Capital. O grupo foi formado em 2019 por uma família brasileira em um clube de choro, em Viena, na Áustria.

De acordo com o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves, o Sabadinho Bom tem sido uma experiência artística e estética de grande valor. “Nós temos mantido apresentações de muita qualidade musical. O público sempre é muito fiel. João Pessoa tem, na Praça Rio Branco, um ambiente muito verdadeiro e bonito para se escutar e dançar a música de choro. Neste sábado, particularmente, será muito bom esse reencontro do grupo que chega agora na cidade para tocar e a gente confirma então a potência criativa do Sabadinho Bom”, pontuou.

A banda é composta por Antônio de Pádua, no cavaquinho, trompete, violão de sete cordas e percussão; a esposa dele, Roberta Karin, no pandeiro e percussão; o filho do casal, João Vítor na flauta; além de Marco Antônio da Costa no violão de sete cordas e no cavaquinho.

“Estamos muito ansiosos por ser a volta para a nossa cidade após mais de 10 anos. Eu e minha esposa nascemos em João Pessoa e uma das últimas vezes que tocamos foi no ‘Sabadinho Bom’ com o grupo Família Pádua. O show está muito lindo e em todo lugar que apresentamos a receptividade vem sendo incrível. Tenho certeza de que não será diferente na nossa querida cidade”, comentou Antônio de Pádua.

Para o ‘Sabadinho Bom’, a família está levando um repertório com grande parte de canções autorais. São composições do próprio Antônio, de João Vitor e de Marco Antônio. Mas o Wiener Choro Ensemble também promete clássicos do choro.

“A maioria das músicas do repertório foi gravada nos nossos CDs que trouxemos para divulgar no Brasil. Lançamos o ‘Viena Brasileira’, que foi inspirado em Sivuca. Ele chamava João Pessoa de Viena Brasileira. E o segundo CD se chama ‘Batutas’ em homenagem ao grupo Oito Batutas, de Pixinguinha, primeiro brasileiro a fazer uma turnê pela Europa”, concluiu o músico.