Governo estuda ação de reparação de danos morais contra Virgulino Lampião; maioria parlamentar repudiou postura do colega

Há uma movimentação nos bastidores do Governo para acionar juridicamente o deputado oposicionista Walber Virgulino. As declarações injuriosas e acima de tudo afrontosas a pessoa do governador João Azevedo causou profunda indignação numa expressiva maioria de parlamentares, que lamentaram e repudiaram a postura do colega oposicionista.

AL pode autorizar processo contra Walber por ofensas ao Governador

De acordo com rumores de indignação que percorrem os corredores oficiais, Walber Virgulino atropelou todos os limites éticos ao ofender o governador na sua imagem pessoal e antes de tudo na sua imagem institucional acusado que foi pelo parlamentar de chefiar uma quadrilha especializada em roubar cargas para vender ao Governo.

Walber usou as redes sociais para, além de gravar vídeos, distribuir montagens, associando o governador ao arroz roubado e encontrado pela Policia do Estado na Secretaria de Administração Penitenciária cujo titular, Sergio Fonseca, iniciou as providencias cabíveis para apurar o fato delituoso.

As acusações de Walber despertaram clamor no parlamento e deputados como Wilson Filho salientaram a gravidade das declarações, que caberiam, inclusive, ações judiciais para punir o parlamentar “leviano e irresponsável”.

A manifestação de solidariedade apontaria para uma prévia disposição da Assembleia de acatar o pedido de autorização para o governador processar o deputado diante da gravidade do que foi dito e divulgado intensamente nas redes sociais.

A ação de reparação de danos morais estaria sendo analisada e avaliada por advogados do govenador e, a principio haveria uma predisposição do Poder Legislativo para autorizar a ação de responsabilidade penal contra o deputado de oposição.