General Mourão faz rasgados elogios ao governador João Azevedo e diz que está pronto para subir no palanque de Cícero em JP

O governador João Azevedo está perdendo boas oportunidades para se assumir politicamente, definir o seu campo de atuação nesse embate que se trava entre direita e esquerda no país.

Depois de se afastar do patrono Ricardo Coutinho, João vaga naquela zona onde nem é peixe nem carne mesmo que com os ingredientes para se transformar no prato de resistência do cardápio político paraibano e regional.

Mourão diz que, se preciso vem a JP apoiar Cícero

Ele já demonstrou que tem fôlego e estômago para digerir todo tipo de produto, inclusive, os que estampam prazo de validade vencido, com incursões por vielas e becos do panorama partidário sem apresentar sintomas de intoxicação.

A chapa que confeccionou com os Progressistas seria um exemplo dessa capacidade de fazer sopa ideológica cujo aroma e sabor está para ser experimentado nas urnas, agora nessas eleições municipais.

Os Progressistas abrigam ideologicamente o que tem de mais conservador na politica do Estado com suas raízes enterradas no latifúndio de onde ainda pontifica a figura do velho Aguinaldo Veloso Borges, símbolo do poder rural sustentado pelas colunas seculares da Casa Grande ainda agindo vigorosamente na genealogia dos Ribeiros.

Mourão presta continência ao governador paraibano

Com o rompimento entre ele e Ricardo, João afastou-se definitivamente da esquerda agora presa e dependente de uma liderança cujos percalços junto a Justiça pode decretar o fim dessa jornada espetacular que saiu dos embates universitários e sindicais para fazer carreira solo com a ascensão meteórica do ex-governador.

Iniciando o Governo á deriva nesse mar tempestuoso que o embate eleitoral de 2018 provocou, onde a esquerda afundou sobrecarregada pelos equívocos políticos que cometeu ao se prender desesperada e insistentemente na figura quase messiânica de Lula, João ficou sem porto para atracar sua barca de Noé, vagando sem rumo até agora indeciso entre se vai para a direita ou se permanece ofuscado na esquerda que Ricardo ainda domina.

Em entrevista recente o vice-presidente da República, general Mourão, acendeu um farol para João mostrando um caminho ao bombardeá-lo de elogios e de afirmar não ter nenhum impedimento muito menos constrangimento na aproximação e convivência com o governador paraibano, uma estrada que João poderia seguir para se firmar politicamente no cenário estadual e nacional.

Peremptório disse o general: “Eu gravei um vídeo com o Eduardo, que inclusive ele poderá usar nessa aliança, mas se for necessário, estaremos aí”. A fala foi durante entrevista ao Programa Frente a Frente, da TV Arapuan.

Sobre João, Mourão disse: “A postura de João tem sido a melhor possível, temos uma boa relação entre o governo federal e o da Paraíba. Coloco claramente que temos que buscar a convergência das ideias. Temos pensamentos diferentes em algumas coisas, mas temos convergências na busca pelo bem comum”.

Redação com Fonte83