Fofinha deixa afundar no descaso UBS de Engenho do Meio

A gestão de Luciene de Fofinho não tem mais o que provar em termos de irresponsabilidade no trato da coisa pública. As imagens do abandono a que está relegada a UBS de Rio do Meio, uma das maiores do município, seria a prova cabal de que, Fofinha não está na prefeitura para assegurar os interesses maiores da população.

Em um momento em que a Saúde se torna prioridade para qualquer gestão neste país, seja ente federal, estadual ou municipal, Fofinha revela o tamanho de sua indiferença para com a Saúde pública abandonando ao descaso uma das unidades de maior importância, que poderia estar prestando relevantes e indispensáveis serviços ao povo de Bayeux.

Pelo tempo em que as obras foram iniciadas, novembro do anos passado, pelo prazo estipulado e pelas condições em que se encontra a UBS, salta à vista que o contrato não será honrado.

Fofinha não assumiu a prefeitura para trabalhar para o povo que a elegeu, porque tudo indica outros interesses guiam sua caneta e ela não demonstra qualquer disposição para defender a cidade.

Que Fofinha e seu grupo descontruam Bayeux, não causa espanto; o que causa espanto é a morosidade com que as autoridades conduzem as ações de coibição aos desmandos da prefeita.

Apesar das ações de investigação se acumularem nos tribunais, Fofinha numa demonstração de desprezo infinito pela Justiça, não cessa de atentar contra a probidade, esmerando-se em escândalos que empanturram o noticiário estadual.

Então, é de se perguntar: Até quando, Fofinha, abusarás da paciência nossa!