Deputado Jeová vota favorável a derrubada do veto ao PL que apoia paraibanos a fazer uso terapêutico da cannabis medicinal

Com 30 votos favoráveis, dois contrários e três abstenções, os deputados estaduais paraibanos derrubaram, na sessão remota desta terça-feira (01), o veto do governo ao Projeto de Lei 1920/20, que trata da formação, pesquisa e apoio para que paraibanos com doenças crônicas e graves possam fazer uso do potencial terapêutico da cannabis medicinal. O deputado Jeová Campos foi um dos que se pronunciou durante a sessão como favorável ao uso terapêutico da cannabis e votou pela derrubada do veto, mesmo integrando a base do governo na ALPB. O PL é de autoria da deputada Estela Bezerra.

No início de sua fala, Jeová reiterou que não podia tratar essa questão com qualquer sentimento de preconceito e que mesmo sendo da base do governo votaria pela derrubada do veto, por entender que o argumento de inconstitucionalidade não se aplica a essa questão e também por defender pessoalmente o uso terapêutico da cannabis. “Eu tenho uma pessoa minha, de nome Francisco Lins, com um problema gravíssimo decorrente de Alzheimer, que não ficava em casa, só vivia perambulando pelas ruas e era preciso até contratar uma pessoa para ter que acompanhá-lo. E a partir do momento que ele começou a fazer o tratamento, ele ganhou qualidade de vida e hoje tem uma vida tranquila em casa e uma convivência de harmonia com sua família”, argumentou o parlamentar.

 

Jeová continuou seu relato destacando que, infelizmente, Francisco Lins não reconhece mais ninguém, mas que a partir do momento em que começou a fazer tratamento com THS, ele ganhou qualidade de vida. “Ele é uma pessoa que amo muito e ele me ama também, mas, infelizmente, ele não sabe mais quem eu sou. Mas, efetivamente, o tratamento com TSH possibilitou que ele viva em paz consigo mesmo. Ele hoje vive bem, se alimenta bem e vive numa paz espiritual surpreendente. E é ilustrando com esse exemplo e tantos outros que a gente conhece, que eu peço aos colegas que votem pela derrubada do veto como eu farei”, disse Jeová, lembrando que o debate que realmente importava era assegurar e facilitar as pessoas o acesso ao tratamento com a cannabis.