“Democracia para sempre”, prega o presidente Lula em sua posse

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia o seu discurso homenageando a democracia brasileira. “Democracia para sempre”, disse ele, que acenou para uma nova reforma trabalhista, mais proteção à mulher, com o novo Ministério da Mulher; e para a renovação do “criminoso acesso a armas e munições”.

“O acesso ao armamento foi facilitado durante o governo de Jair Bolsonaro. A segurança pública atuará para promover a paz onde é mais urgente, nas comunidades pobres, famílias vulneráveis, [locais de] crime organizado, milícias, violência venha ela de onde vier. Estamos revogando o criminoso acesso a armas e munições que tanta insegurança e mal causaram”, falou o presidente Lula.

O novo presidente ainda disse que o país “não quer e não precisa de armas, o Brasil precisa de segurança, livro, educação”. No discurso, Lula reforçou seu compromisso de combater a fome e a miséria, além de prometer que não agirá com revanchismo contra os apoiadores de Bolsonaro. O discurso de posse também teve falas a favor da democracia: “Foi fundamental a atitude corajosa do Poder Judiciário, especialmente do Tribunal Superior Eleitoral… Para fazer prevalecer a verdade das urnas sobre as violências de seus detratores”.

Também acenou para o fim do teto de gastos, a fim de que o governo possa realizar investimentos.

Clique para ver o discurso completo:

FOTO: RICARDO STUCKERT