Continua o desembarque da tropa socialista do Governo de João

O Governo do Estado parece que começou a remover os últimos vestígios do socialismo ricardista com a exoneração mesmo que a pedido do superintendente do Detran, Agamenon Vieira. Ele, em comunicado distribuído no dia de ontem se despede do cargo relacionando um rol de realizações e agradecendo a ajuda e a compreensão de auxiliares e servidores.

Secretário tem agido rápido e duro

Agamenon era um dos remanescentes da nebulosa gestão de Ricardo plantado em um órgão que, por tradição é nebuloso, palco de escândalos memoráveis, aqui e alhures.

Mesmo fazendo uma prestação de contas de sua prolongada gestão, Agamenon não revelou os motivos de sua exoneração.

O que chama atenção seria o inopinado de sua substituição e a rapidez com que foi substituído por uma indicação cuja digital não sobra dúvidas quanto a de ser do secretário Jean Nunes.

Para o lugar de Agamenon outra pessoa  da extremada confiança do secretário Jean Nunes, o Delegado Geral da PC, Dr. Isaías Gualberto.

Por orientação e indicação de Jean Nunes, João Azevêdo nomeou Isaías Gualberto como novo superintendente do Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB).

A nomeação foi publicada na edição desta quinta-feira (15) do Diário Oficial do Estado, após pedido de exoneração do cargo apresentado por Agamenon Vieira.

Gualberto exercia o cargo de delegado geral da Polícia Civil, cargo que passa a ser ocupado por Cassandra Duarte, atual delegada geral adjunta.

Duro e Preciso

O secretário tem empregado um método rápido, vigoroso e preciso, com ranço de assepsia, desarticulando setores preenchidos por gente da extremada confiança do ex-governador Ricardo Coutinho, preso na Operação Calvário.

Foi assim com a exoneração na Casa Militar quando devolveu para os quartéis, o estigmatizado coronel Anderson Pessoa apontado por delatores como um dos oficiais que faziam a escolta da propina que chegava para a turma da Calvário.

Agora a vez de Agamenon, que não pesa nada contra, mas que saiu sem dar explicações, apenas propalando a eficiência com que dirigiu o órgão.

A substituição de Agamenon sugere que o tempo do ricardismo está se esgotando no Governo de Joao, já que se constituiu na segunda baixa em poucos dias.

Outros remanescentes estariam na mira, faltado apenas a coragem para se adiantar ao ato de exoneração e sair a pedido.

Esses, por extremado amor aos cargos, terão que ser exonerados, apesar das muitas demonstrações de que o prazo de validade expirou.

Estão sendo submetidos ao tratamento de estrangulamento administrativo, onde fica claro que não apitam mais em nada, porém, mesmo assim não desgrudam da cadeira e devem ser arrancados à fórceps.

Abaixo a Nota de Agamenon:

COMUNICADO

Informo aos servidores, servidoras e diretores, que encaminhei ao Excelentíssimo Senhor Governador, João Azevedo, o pedido de exoneração do cargo de Diretor Superintendente do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba.

Agradeço a todos e todas, desde o ocupante do mais humilde cargo, ao mais graduado, o apoio imprescindível para às realizações que juntos, e de forma participativa, fizemos ao longo do tempo.

Dentre as inúmeras ações que implementamos no DETRAN-PB, destaco a descentralização dos serviços, a alternativa de atendimento on-line em grande escala, as parcerias institucionais com entidades e empresas, além do respeito para com os usuários e a população em geral. Buscamos sempre a eficiência e, de forma ativa, resguardar o interesse público.

Sinto-me agradecido e honrado pelo desempenho à frente do órgão. E, notadamente, isso só foi possível com o apoio de cada um de vocês.

Sigo na convicção de que fizemos o melhor que podíamos. Desejo que continuem ajudando a gestão, com a capacidade e dedicação que sempre praticaram durante a minha administração.

Seguirei contribuindo com a profícua gestão de inclusão social em nosso Estado, praticada pelo Governo de João Azevedo.

No mais, desejo saúde e paz a todos e todas.

Vamos em frente!

Agamenon Vieira