Câmara afasta servidora detida em Brasília e vai acompanhar desdobramento do caso

A Câmara Municipal de João Pessoa afastou, nesta sexta-feira (13), a servidora da Casa detida pela polícia, em Brasília, por suposta participação nos atos antidemocráticos ocorridos no último domingo (8), no Distrito Federal. O presidente do Legislativo pessoense, Dinho Dowsley (Avante), disse que o caso será acompanhado pela Procuradoria da Câmara e que confia na Justiça.

“Tomamos conhecimento do episódio nesta quinta-feira, por meio da imprensa. A assessora parlamentar está de férias e não tinha no seu histórico qualquer fato que desabonasse a sua conduta. Pelo que apurei, ela está de férias e viajou a Brasília por conta própria. É senhora dos seus atos e responde por eles, mas não vamos condenar ninguém por antecipação. Vamos esperar o posicionamento da Justiça e isso determinará se o afastamento será em definitivo ou não”, disse.

Dinho ressaltou, também, o apreço de todos os vereadores da Câmara de João Pessoa pelos princípios democráticos, os mesmos que pavimentaram a chegada deles aos respectivos cargos. Depois dos atos ocorridos em Brasília, com invasões às sedes dos Três Poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário), o presidente da Casa divulgou nota repudiando o ocorrido e reafirmando o apego do Legislativo Pessoense aos princípios democráticos.