Bruno emite novo decreto em Campina Grande, avançando na flexibilização para várias atividades

O prefeito Bruno Cunha Lima publicou um novo decreto, na noite desta sexta-feira, 2, estabelecendo, no período total de 15 dias, novas regras para as atividades econômicas no Município de Campina Grande. Em vários pontos, Bruno promove uma flexibilização em relação ao decreto anterior.

No tocante ao funcionamento dos restaurantes, bares e similares, a permissão para o horário está sendo estendida até às 23h, com 50% da capacidade.

Em relação aos eventos, circos, teatros, auditórios, museus e cinemas, o novo decreto municipal de Campina Grande permite agora a presença de 100 pessoas ou 50% da capacidade dos estabelecimentos.

Igrejas e academias também poderão funcionar com até 50% da capacidade, mantendo-se o espaço de 1,5 metro de distanciamento.

Quanto ao funcionamento de arenas esportivas, mantém-se a medida de funcionamento apenas com horário marcado para os participantes, sendo vedada a venda de bebidas alcoólicas nos locais.

Em decreto para a área de ensino, Bruno projeta reinício das aulas nas escolas municipais para setembro deste ano

Prefeito de Campina Grande usa como referência a aplicação da segunda dose da vacina nos trabalhadores da Educação

O prefeito Bruno Cunha Lima assinou, também na noite desta sexta-feira, 2, o decreto nº. 594/2021, exclusivo para o setor educacional. Basicamente, o novo texto define duas novidades para ás áreas de ensino municipal e de nível superior.

A primeira novidade diz respeito ao retorno das aulas presenciais no ensino público do Município. O prefeito mantém, por enquanto, o ensino nas escolas e creches da rede pública municipal de maneira remota e eatabeleceu o retorno dos professores e das equipes técnicas para as unidades 29 dias após a finalização do ciclo de imunização contra a covid-19.

A projeção para o retorno à normalidade das aulas, no caso, é para setembro deste ano.

A primeira dose da vacina Astrazeneca para as categorias da Educação do Município foram aplicadas nos primeiros dias de junho passado. A segunda etapa deverá ser aplicada, portanto, em agosto.

Entre os dias 3 de e 16 de julho de 2021, somente as escolas e instituições privadas de ensino infantil, fundamental I (séries iniciais) e fundamental II (séries finais) poderão funcionar em sistema híbrido ou por meio remoto, conforme a escolha dos pais e responsáveis.

Avaliações presenciais

Uma outra novidade no decreto do prefeito Beuno Cunha Lima para o setor educacional diz respeito ao ensino superior.

Segundo o texto, ficam autorizadas as aulas práticas, avaliações e os estágios supervisionados presenciais para alunos dos cursos de nível superior, observando todas as normas de distanciamento social, o uso de máscaras e demais normas sanitárias vigentes.

Para este setor, as atividades ficam restritas ao percentual máximo de 30% da capacidade dos ambientes utilizados.