As urnas, em Campina, recomendam Romero para o Governo do Estado em 2022

A vitória em primeiro turno de Bruno Cunha Lima é um referendo à gestão do prefeito Romero Rodrigues, o mais bem avaliado da história política de Campina Grande, com 90% de aprovação. As urnas refletiram esse desempenho e o eleitor campinense confiou entregar nas mãos do candidato de Romero a continuação de um modelo de administração que se mostrou eficiente e capaz e que soube imprimir à cidade aquele ritmo impetuoso que faz dela um lugar onde o moderno e o conservador se misturam de forma harmoniosa e singular.

Bruno votando

O resultado foi uma declaração de reconhecimento à uma gestão que se desdobrou por oito anos e que fez de Campina um verdadeiro canteiro de obras, despedindo-se com um volume de inaugurações, nunca visto antes, confirmando a vocação para o trabalho que distingue e realça a índole campinense.

Com esse resultado e com o desastre político do prefeito da capital, Luciano Cartaxo, na contramão do que realizou o colega campinense, as eleições de 2022, que começa logo em seguida, projeta em 3D a imagem de Romero para o Governo do Estado, e ele mesmo já se empolga e anuncia que será candidato ao Palácio da Redenção.

Dupla campinense afinada

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) divulgou na noite deste domingo (15), por volta das 23h, o resultado das eleições em Campina Grande. Com 100% dos votos apurados, o candidato do PSD, Bruno Cunha Lima, foi eleito com 54,5% dos votos válidos.

A apuração teve início por volta das 17h30, mas o resultado demorou a ser oficializado por conta de uma dificuldade na transmissão dos dados da Justiça Eleitoral em Campina Grande para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Confira o resultado final na Rainha da Borborema:

Bruno Cunha Lima (PSD) – 111.526 votos (54,5%)

Ana Cláudia (Podemos) – 44.313 votos (21,6%)

Inácio Falcão (PCdoB) – 33.415 votos (16,3%)

Artur Bolinha (PSL) – 9.847 votos (4,8%)

Olímpio Rocha – 5.241 votos (2,5%)

Brancos – 8.650  – (3,6%)

Nulos – 16.904 – (7,1%)