Advogado deixa defesa de suspeito no caso Expedito: “Não defendo delator”

O advogado Aécio Farias Filho, que estava atuando na defesa de Leon Nascimento por crimes antigos, anunciou nesta quarta-feira (16) que deixou de defender o suspeito de participar da morte do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, após receber a informação do acordo de colaboração premiada com o Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Conforme informações, Leon Nascimento negou que tenha cometido o crime, no entanto, fez o acordo com o Ministério Público. Ao ser questionado sobre o caso, o advogado Aécio Farias afirmou que não faria a defesa. “Não defendo delator”.

No início da tarde desta quarta-feira (16), a Justiça determinou a prisão preventiva de Ricardo Pereira, Gean Carlos da Silva Nascimento e Leon Nascimento dos Santos, suspeitos de participação na morte do ex-prefeito.

Expedito Pereira foi morto a tiros enquanto caminhava em uma calçada no bairro de Manaíra, em João Pessoa, no dia 9 de dezembro.