ABUSO, ATÉ ÀS SEIS DA MATINA: Granja próxima ao Estação das Artes abriga pancadão, drogas e aglomeração de jovens

As poucas famílias que residem no bairro Portal do Sol, próximo ao Estação das Artes, vêm sofrendo, há três fins de semanas consecutivos, com sons ensurdecedores de ‘pancadões’ que animam uma festa de jovens abastados numa granja pertencente ao construtor José Ernesto, que vem sendo alugada para esse fim.

O evento, que aglomera mais de 500 pessoas em plena pandemia do coronavírus, é regado a muita bebida alcoólica, drogas e efeitos especiais de luzes e fogos de artifícios, e geralmente se estende até às 6 horas da manhã.

“Um absurdo, um abuso, um desrespeito para quem sempre conviveu com o sossego e a tranquilidade”, disse a o MOMENTOPB um morador da área de nome Luís Carlos Santos, em tom de revolta, e autor das fotos que ilustram a matéria feitas às 5 horas da manhã deste sábado, 31.Ele comunicou que fez dois registos pelo 190 da Polícia Militar, mas nenhuma viatura apareceu no local, ou “se apareceu fez de conta que não viu nada, ou seja, a chamada vista grossa por se tratar de pessoas com uma proteção política”, insinuou o denunciante.

A denúncia serve para alertar as autoridades policiais diante de uma realidade que precisa ser coibida, com notificação do proprietário do local e aplicação de multa para que não volte a se repetir. O endereço da granja, conforme o morador da área, é na Rua desembergador Emílio de Farias, bem próximo ao Estação das Artes.