34° Salão do Artesanato Paraibano atinge marca de R$ 400 mil comercializados

O Salão do Artesanato Paraibano atingiu, no último fim de semana, a marca de R$ 400 mil comercializados e de uma tonelada de alimentos arrecadados. O evento, que em sua 34ª edição tem como tema “Bordados que contam histórias”, está sendo realizado no Museu de Arte Contemporânea (MAC)/Unifacisa, na Rainha da Borborema, até o dia 8 de julho, das 15h às 22h, todos os dias da semana.

A primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Ana Maria Lins, comemorou o balanço parcial do evento. “Após dois anos sem o Salão do Artesanato em Campina Grande, é um resultado que temos de comemorar e agradecer a Deus por essa retomada. Não poderia deixar de agradecer a solidariedade de quem tem visitado o evento, que já arrecadou uma tonelada de alimentos, que serão destinados a entidades carentes de Campina Grande”, disse.

Até o momento, já foram comercializados R$ 436 mil — com as vendas de segunda (20) — e arrecadada uma tonelada de alimentos. Ao todo, 400 expositores participam do evento, levando o melhor do artesanato produzido em todas as regiões do Estado.

Com a chegada do São João propriamente dito, nesta quinta-feira (23), a gestora do PAP, que é vinculado à Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), Marielza Rodriguez, espera que tanto as vendas quanto as doações alcancem resultados ainda mais animadores. “Estamos muito animados com a chegada de mais turistas que vão prestigiar o Maior São João do Mundo em seu momento mais esperado, que é o dia 23, véspera de São João. Esperamos que as vendas e as doações melhorem ainda mais”, comentou.

Nesta edição, o Salão presta homenagem aos bordados, tipologia presente em todas as regiões do Estado, com destaque para os municípios de João Pessoa, Campina Grande — incluindo aí o Distrito de Galante —, Gurinhém, Serra Redonda e Alagoa Nova.

O 34° Salão do Artesanato está montado em uma megaestrutura, com área de 3,4 mil m², ambientada e decorada com inspiração no grande homenageado, o bordado, peças artesanais em suas mais diversas tipologias: labirinto, madeira, brinquedos populares, artesanato indígena, crochê, tricô e — claro — o bordado, que, feito “obrigatoriamente” à mão”, se multiplica em desenhos únicos.

O Salão do Artesanato Paraibano é uma realização do Governo do Estado e Sebrae, em parceria com: Unifacisa, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Empreender-PB, Empresa Paraibana de Comunicação (EPC), Junta Comercial do Estado da Paraíba (Jucep), Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), São Braz, Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), manacá – plantas e projetos, O Resgate, Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), Procon-PB, Rede Ita, Fundação Pedro Américo, Fundação Espaço Cultural (Funesc) e Hospital Padre Zé.

Serviço:

34° Salão do Artesanato
Local: Museu de Arte Contemporânea (MAC)/Unifacisa – Campina Grande
Período: 8/6 a 3/7
Horário:  15h às 22h
Tema: “Bordados que contam histórias”