Atendendo propositura da vereadora Maria de Fátima Melo Silva, (Dona Fátima) do PODEMOS, a Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), realizou na manhã desta quinta-feira (20), uma Tribuna Livre para debater a importância da confecção e distribuição de uma cartilha com histórias do nosso forró e da cultura local para escolas da rede de ensino do município.

 

A Tribuna Livre, presidida pela vereadora Valéria Aragão (PTB), aconteceu às vésperas do Maior São João do Mundo, que mais uma vez será online, e contou com a presença especial do músico e produtor musical Alessandro dos Santos Silva, mais conhecido como Sandrinho Dupan. Ele é um dos autores da cartilha “O que é o forró”, produzida juntamente com o músico, DJ produtor e pesquisador Ivan Dias.

 

Sandrinho, que também é pesquisador do Museu Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), fez a apresentação da cartilha. A apresentação foi feita ao som do forró tradicional, com músicas como “Sala de Reboco” e “Asa Branca” de Luiz Gonzaga, e “Paraíba Joia Rara” de Tom Oliveira”. As músicas foram tocadas pelo sanfoneiro Sandrinho e levaram um clima junino para o Plenário da Casa de Félix Araújo.

Em sua apresentação, Sandrinho do Pan destacou a força do forró e lembrou que muitos forrozeiros no passado, já falaram de temas contemporâneos que fazem parte da vida e da história do Nordeste. Como pesquisador, ele enfatizou a necessidade de conhecermos nossas origens e os valores da cultura para propagarmos essa riqueza para as futuras gerações.

 

Ao fazer uso da Tribuna, a vereadora Dona Fátima destacou a importância da obra como forma de enaltecer a cultura local, os costumes da região; valorizar as tradições populares e reverenciar o forró na terra do Maior São João do Mundo .

 

Em sua explanação, ela enfatizou que quando resolveu apresentar propositura, teve o intuito de fazer com que as crianças e adolescentes pudessem conhecer, através da leitura, a riqueza do forró que está enraizado com a história do nosso povo.

 

Ela também destacou a relevância da confecção e distribuição da cartilha na rede de ensino do município, uma obra de dois grandes defensores da cultura regional .

 

Dona Fátima lembrou que Campina Grande é um grande celeiro cultural e importante polo para o desenvolvimento do forró, desde os tempos da indústria do algodão , quando a cidade se tornou um importante entreposto comercial.

Apesar da riqueza cultural, o forró, conforme destacou a vereadora, ainda é pouco conhecido e estudado na rede municipal de ensino.

 

Dona Fátima lembrou que nasceu e foi criada em um ambiente de forró, onde a cultura regional era valorizada, já que seu pai costumava cantar e tocar o chamado forró pé de serra. Antes de encerrar o discurso, ela apelou para a sensibilidade do prefeito Bruno Cunha Lima, esperando que ele acate a proposta, e leve o material até as escolas da rede municipal.

 

“Eu espero que o prefeito Bruno Cunha Lima, reconheça a importância da iniciativa e atenda o nosso pedido. Acredito que ele será sensível a essa proposta. Com isso, as crianças e adolescentes terão oportunidade de aprender sobre a importância de nossas raízes culturais e transmitir às gerações futuras essa riqueza” destacou.

 

Vários vereadores presentes no Plenário enalteceram a iniciativa de Dona Fátima, a exemplo de Anderson Maia, Jô Oliveira, Olímpio Oliveira e Janduy Ferreira. Eles foram unânimes em parabenizar Dona Fátima pela brilhante ideia, e destacaram a importância das crianças conhecerem as nossas raízes, cultura e riqueza, da região, expressas no forró tradicional, ao som da sanfona, do triângulo e do zabumba.

Todos os vereadores e vereadoras que fizeram uso da Tribuna, manifestaram irrestritos apoio a iniciativa de Dona Fátima e destacaram o forró como expressão e base de nossa cultura.

 

O Projeto Indicativo apresentado pela vereadora do Podemos, foi aprovado recentemente por unanimidade pela CMCG. O projeto propõe a confecção e distribuição por parte da Prefeitura Municipal de Campina Grande, da cartilha “O que é o forró,” na rede de ensino do município. A cartilha, com ricos elementos culturais, foi publicada pela Editora Universitária da Universidade Estadual da Paraíba. Ela traz um pequeno apanhado da história do forró.

 

A ideia é estimular no ambiente de sala de aula, as crianças e adolescentes a conhecerem detalhes da riqueza da cultura regional, a partir das expressões artísticas da música, dança no ritmo autenticamente regional que ganha vida ao som da sanfona, do triângulo e do zabumba.

 

Assessoria

Vereadora Dona Fátima (PODEMOS)