Durval na luta para presidir a CMJP; credibilidade e eficiência são seus atributos

Mal concluída a apuração e uma nova campanha se inicia nos bastidores da Câmara Municipal talvez mais ferrenha do que a empreendida pelo voto do eleitor. Definido os 27 representantes da cidade no Poder Legislativo e eis que, dada a arrancada para se eleger aquele que irá conduzir os destinos da Casa de Napoleão Laureano.

Um confronto onde a experiência, o equilíbrio e a credibilidade entram em campo como trunfos essenciais para se conquistar tão reduzido e exigente colégio eleitoral.

Durval representa o melhor para presidir a CMJP

São muitos e implicados os interesses em jogo nessa disputa onde cada gabinete é um espaço a contentar e a atender sem descuidar dos demais. E para essa missão se exige conhecimento pleno do terreno, onde um passo em falso pode significar o fim da jornada.

Mal iniciada a campanha e eis que surge o nome de uma das mais respeitadas raposas da política da capital detentor de quase dez mandatos de vereador façanha que ninguém mais conseguiu. Afora esse cartel conhecedor do labirinto que significa a Câmara de Vereadores da capital.

Durval Ferreira, incontestavelmente, o mais bem acabado perfil para conduzir o parlamento pela vasta e longa experiência, onde sua capacidade de gestor pode ser exibida a exaustão.

Ele significa respeito, credibilidade e eficiência

Durval é um nome que dispensa apresentações levado em conta sua trajetória de realizações a frente da Câmara Municipal onde tudo ou quase tudo tem sua assinatura a partir das reformas físicas, da ampliação do patrimônio – com a aquisição de prédios para anexos e suas necessárias reformas- passando pela implantação e modernização dos serviços do poder legislativo, que incluem a instalação da TV Câmara e toda sua moderna programação.

A gestão de Durval como presidente da Casa de Napoleão dispensa comentários e suas realizações vão desde o que fez em cal e pedra ao processo de valorização do servidor com a realizações de concursos e cursos de aperfeiçoamento medidas que o distingue de todos os outros gestores.

E não se pode deixar de falar do que fez como vereador em benefício da cidade que sempre o reconduziu ao mandato sucessivamente nesses 40 anos de confiança recíproca.

Durval também deu sua contribuição como secretario municipal e sua última missão nesse posto rendeu benefícios incomparáveis como pode ser constatado no texto que reproduzimos abaixo:

AÇÕES DE DURVAL FERREIRA COMO PRESIDENTE DA CÂMARA:

– Criação do Centro Cultural;
-Aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração;
– Realização do I Seminário do Poder Legislativo;
– Atualização do Regimento Interno da Câmara;
– Atualização da Lei Orgânica do Município;
– Aquisição de prédio na Rua das Trincheiras;
– Implantação da Escola Legislativa;
– Implantação da TV Câmara Aberta; Ampliação e dinamização da programação da TV Câmara
– Criação da rádio Câmara FM;
– Concurso Público,
– Convocação e posse dos concursados.

Graças a sua visão empreendedora, Durval Ferreira transformou as ações na Secretaria de Ciência e Tecnologia de João Pessoa (Secitec).

Ele implantou o Polo Tecnológico de João Pessoa, atraindo diversas empresas e várias multinacionais. Uma delas com atuação em mais de 140 países e em seis continentes; Capacitou mais de oito mil pessoas através de vários cursos oferecidos gratuitamente pela Secitec; Impulsionou o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) criando oportunidades para o mercado de trabalho; abriu diversas estações digitais espalhadas por diversos bairros da capital; impulsionou o programa “Centro de Recondicionamento de Computadores” que recebe computadores usados para serem recondicionados e enviados as estações digitais.

Ninguém tem melhor perfil para conduzir o parlamento municipal de João Pessoa sem demérito dos demais. Durval é o nome.