Eleições municipais podem projetar a dimensão politica de João Azevedo

Faltando quatro dias para as eleições municipais, o cenário politico não parece muito alentador para o governador João Azevedo levando-se em conta o desempenho de seus candidatos na região metropolitana notadamente em municípios como Conde, Pedras de Fogo e Alhandra, onde o quadro apresenta-se difícil como expressou um cardeal do Cidadania.

 

Pelas pesquisas e pelo acirramento politico, o Conde se constitui o ponto crucial dessa disputa entre ex-aliados, já que a prefeita de Conde, Márcia Lucena, é a mais legítima representante do ex- Ricardo Coutinho investida em mandato. Segundo pesquisa recente, Márcia lidera a preferencia do eleitor para continuar mais quatro anos na prefeitura.

Em Alhandra, a coisa não seria diferente com o candidato do MDB, Marcelo do Mercadinho. Pelo movimento das ruas, percebe-se que o eleitor já fez a sua opção e Branco Mendes, candidato do Governo, não revela força para reverter a situação.

Em Pedras e Fogo, o quadro não seria tão alvissareiro e uma múmia política ameaça ressuscitar retomando uma prefeitura que passou oito anos nas mãos probas de Dedé Romão do Cidadania.

Essas eleições representam um teste de popularidade e aprovação para o Governador João Azevedo ainda se firmando na cadeira de mandatário e a região metropolitana um termômetro para aferir sua densidade politica.