Praia Limpa reforça João Pessoa no terceiro lugar do ranking das cidades com a melhor qualidade de vida do Nordeste

Nesta segunda-feira (23), o governador João Azevedo deu passos gigantescos na direção do desenvolvimento da capital paraibana ao destinar recursos para preservação do seu mais rico patrimônio: a orla da cidade, onde se situam praias, cuja beleza natural às coloca entre as mais admiradas do país.

Jornal argentino destaca as belezas da capital paraibana

Essa preocupação e essa priorização reuniram, nesta segunda-feira, as mais destacadas forças de preservação ambiental voltadas para iniciar um processo de conscientização da população sobre a importância de preservar e garantir a balneabilidade desse patrimônio natural que faz da cidade de João Pessoa uma das mais solicitadas e a terceira em qualidade de vida na região nordeste.

Ao garantir a correta coleta de dejetos, com a implantação de uma rede de esgotos adequada, o governador João Azevedo coloca João Pessoa na condição de cidade amplamente dotada de saneamento básico, e cujas praias podem receber visitantes e moradores sem risco de qualquer tipo de contaminação proveniente da poluição de suas águas.

A frequência das praias faz o Governo investir em saneamento (foto G1)

É um avanço considerável do ponto de vista da saúde pública já que muitas doenças oriundas da poluição das águas marinhas serão evitadas com a correta implantação da rede coletora de dejetos, até então despejados sem nenhum critério nas praias da capital.

Do ponto de vista do turismo é uma conquista ímpar já que as simples placas de orientação, ressaltando a balneabilidade das praias pessoenses, contribuirão para oferecer ao turista uma visão positiva e a certeza de que, a beleza combina com a saúde.

João Pessoa, uma cidade vegetal (Foto de Luiz Prado)

Do ponto de vista político a iniciativa abre um leque de alternativas para que os Governos estadual e municipal unam esforços em prol do desenvolvimento da cidade deixando para trás as picuinhas políticas, que prosperaram por tanto tempo, e que tantos prejuízos causaram aos pessoenses.

Considerada uma das cidades mais verdes do Brasil, João Pessoa se destaca pela copa vegetal luxuriante observada de cima por quem chega de transporte aéreo, e quando se junta aos contornos deslumbrante de suas praias, encanta e faz com que a definição dada por Zé Américo ainda seja a sua mais correta tradução: “João Pessoa é antes de tudo uma cidade vegetal”.

Redação

Leave a comment