Por onde anda o Aiko, ninguém sabe ninguém viu; o aparelho sumiu misteriosamente e suspeita-se que esteja com a Coordenação de Inteligência da PM

Nada mais misterioso do que o paradeiro do Aiko, aquele aparelho desativado no final do Governo Maranhão substituído pelo Guardião e que até hoje ninguém sabe por onde anda e com quem está apesar das fundadas suspeitas.

Por onde anda o velho e misterioso Aiko já não tão moderno, mas eficiente

Nos subterrâneos da Segurança Pública, setores vinculados aos núcleos estratégicos da pasta desconfiam que o aparelho estaria sob influência e controle da Coordenação de Inteligência da Polícia Militar bem próximo ao Comandante Geral usado em atribuições que não são competência constitucional da corporação.

Mesmo com o festival de denúncias, promovidas por autoridades de reconhecida reputação, nenhum vestígio do Aiko até agora e nada nem ninguém se pronunciou ou se pronuncia sobre o sumiço do aparelho que, apesar de obsoleto tem capacidade para municiar a espionagem clandestina posta em atuação desde o início da era Ricardo Coutinho.

Há fortes indícios que o Aiko estaria em mãos da Coordenadoria de Inteligência da PM de forma ilegal e inconstitucional

Polícia Federal, Ministério Público, Secretaria de Segurança, Gaeco e demais órgãos responsáveis para apurar o paradeiro do Aiko têm silenciado apesar de reconhecerem no silêncio das conveniências e cumplicidade que ele está atuando e em mãos espúrias sem a devida e necessária legitimidade constitucional a serviço de interesses mais espúrios ainda como se pode apreender de fatos escabrosos como foi a prisão do P2 no gabinete do secretário Jean Francisco.

Indícios, suspeitas e murmúrios apontam para setores da PM, ligados e subordinados ao Comandante Geral Euller Chaves, manuseando e manipulando o velho Aiko de guerra sem que ninguém tome qualquer providência para interromper esse serviço clandestino e totalmente incompatível com as atribuições de uma instituição voltada e designada para o policiamento ostensivo e preventivo.

O Jampanews  tem inquerido publicamente esses órgãos sem que nenhum deles se manifeste e explique ou aponte o paradeiro do Aiko que, pelo processo legal devia estar desativado entregue aos cuidados do Ministério Público.

Leave a comment