Jampa News

23/01/2019 s 15:07

UPAs de Campina Grande realizam mais de 150 mil atendimentos em 2018

O levantamento da Secretaria de Sade revela dados positivos para a sade pblica municipal O levantamento da Secretaria de Sade revela dados positivos para a sade pblica municipal

As duas Unidades de Pronto Atendimento de Campina Grande realizaram juntas 152.597 atendimentos durante o ano de 2018. Na UPA Doutor Raimundo Maia de Oliveira, do Alto Branco, foram 82.260 procedimentos e 70.337 na UPA Adhemar Dantas, do bairro Dinamérica.
 
O levantamento da Secretaria de Saúde revela dados positivos para a saúde pública municipal. A UPA do bairro Dinamérica foi inaugurada em novembro de 2017. Até este período funcionava apenas a unidade do Alto Branco. Em 2016, a unidade realizou 116 mil atendimentos, em 2017, com apenas dois meses de funcionamento da nova UPA, o número de atendimentos caiu para 102 mil e, agora em 2018, o balanço é de pouco mais de 80 mil.
 
"Isso mostra que a nova UPA desafogou a UPA do Alto Branco, que agora consegue prestar um serviço de melhor qualidade. Além disso, a capacidade de atendimento foi ampliada, já que antes eram 116 mil atendimentos por ano em só uma UPA e agora somando as duas são mais de 150 mil procedimentos", avaliou a Secretária de Saúde, Luzia Pinto.
 
Na UPA Dr. Maia o maior número de procedimentos foi em clínica médica (46.762), seguido dos atendimentos em ortopedia (20.193) e pediatria (5.733). O restante foi de outros procedimentos diversos. Na UPA Adhemar Dantas, a grande maioria dos serviços foi em clínica médica (61.553).
 
A UPA 24h do Alto Branco é de porte III, tem seis médicos durante o dia e três médicos à noite, sendo clínicos gerais, ortopedista e pediatra. São mais de 50 funcionários, 19 leitos da ala amarela, 5 da ala vermelha e 2 de isolamento, sala de classificação de risco, farmácia, sala de raio-x, sala de imobilização e sutura, laboratório, e o serviço de telemedicina para consultas especializadas e exames de eletrocardiograma.
 
A UPA Dinamérica é de porte II, tem onze leitos de observação, três leitos de ala vermelha, e mais dois leitos extras para casos de urgência, tem sala para inalação e consultórios, 16 poltronas de medicação, sala de raio-x e eletrocardiograma. A unidade funciona com 3 médicos clínicos em cada turno.
 

Fonte: Codecom