Jampa News

08/08/2017 às 10:12

RC se mostra irritado com à insistência do nome de João Azevedo para candidato

Ricardo já se mostra impaciente com a insistência no nome de João Azevedo Ricardo já se mostra impaciente com a insistência no nome de João Azevedo

O governador Ricardo Coutinho jogou um balde água, gelada, no entusiasmo de setores do PSB que defendem com insistência o nome de João Azevedo para sucedê-lo no Governo do Estado. Esses setores contam com o apoio de parcela da imprensa adestrada que não perde oportunidade para encostar Ricardo na parede ao repetir o mantra de Azevedo para candidato.
 
Nesta segunda-feira, mais uma vez, o governador foi confrontado com a pergunta sobre a possibilidade de uma chapa formada pelo neófito Azevedo já agora condimentado politicamente pela companhia de um nome do ramo, Adriano Galdino, cuja passagem pela Assembleia Legislativa não teria deixado saudades.
 
Mais uma vez, Ricardo desautoriza o esquema que pretende ungir Azevedo ao posto de candidato ao dizer que sequer estava pensando em candidato quanto mais em vice. 
 
O que não pode ser ignorado pelo governador é a existência desse núcleo encastelado no interior do Poder que sonha na perpetuação de mordomias e privilégios mesmo que isso signifique colocar em risco o mais audacioso e revolucionário projeto político em andamento no estado.
 
Na cômoda posição de maior cabo eleitoral do estado confirmada pela imensa aprovação de sua gestão (76%) e que deve aumentar à medida que obras em andamento sejam concluídas até o final do mandato, Ricardo não tem pressa e sabe que, em algum momento outras forças políticas virão se abrigar na sombra desse imenso guarda-sol que é o seu Governo.
 
O que vem causando hesitação no governador quanto à escolha do seu sucessor é a falta de densidade política dentro do partido, que tem bons nomes, mas que precisam ser trabalhados para absorver e representar o enorme patrimônio de realizações espalhadas por todo estado.
 
A falta de apetência e de discurso de João Azevedo seria a principal causa para que não tenha sido ungido já que ele é disparadamente o preferido de Ricardo. O fato de não ter aptidões politicas trabalha contra o nome do secretário reconhecidamente competente na sua área, mas de uma inexperiência que salta à vista em termos de política.
 
A insistência com que esses setores do PSB, formados, principalmente por pessoas tão leigas quanto Azevedo na atividade, estariam desgastando o secretário e já é perceptível a irritação de Ricardo em relação a essa obsessão e as manobras para ungi-lo.
 
O tom de Ricardo na entrevista desta segunda-feira foi de impaciência.
 
 

Fonte: Redação

Comentarios da notícia

Curta nosso Facebook