Jampa News

14/01/2019 às 08:29

PSL começa preencher cargos federais em fevereiro na PB; Cássio e Romero podem interferir no processo de indicação de nomes

Coronel Francisco foi peça importante na vitória de Bolsonaro na PB Coronel Francisco foi peça importante na vitória de Bolsonaro na PB

Vice-presidente nacional do PSL e deputado federal pela sigla, Julian Lemos deu os primeiros sinais de que a transformação politica promovida pela vitória do presidente Jair Bolsonaro vai se concretizar no estado com a ocupação dos cargos federais.
Segundo informa o Blog do Anderson, o deputado esteve reunido com o Chefe da casa Civil da presidência, Onyx Lorenzone,(DEM),para discutir a ocupação dos cargos federais que só começarão ser distribuídos a partir de fevereiro.
 
É grande a expetativa sobre o assunto já que também é grande o número de cargos a serem ocupados gerando expectativas e incertezas desde quando figuras de destaque da legenda não participaram do encontro com o Chefe da Civil.
 
Depois do bate-boca com o filho do presidente, vereador Carlos Bolsonaro, a ingerência do deputado eleito Julian Lemos no PSL ficou abalada e surgiram rumores dando conta de que, o partido poderia ficar sob a direção do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que tem um irmão eleito deputado estadual pela legenda, Moacir Rodrigues.
 
Fontes do PSL na Paraíba também deixaram entrever que o ex-senador Cássio Cunha Lima também teria sua cota de cargos no estado e que poderia ser uma das figuras de influência na legenda já que traria consigo uma representação política muito grande todas oriundas do decadente PSDB.
 
Presidente estadual da legenda, o coronel Francisco estaria embarcando para Brasília, mas uma pequena cirurgia o impediu de se deslocar, o que estaria previsto para essa semana. 
 
O coronel foi peça importante na vitória do presidente Jair Bolsonaro na Paraíba e deve ter participação na distribuição de cargos.
 

Fonte: Redação