Jampa News

08/08/2019 às 17:39

Pollyanna enaltece postura democrática de João Azevedo e diz que continua no G11 e ao lado do governador

O disse me disse que impera nos bastidores da política paraibana sobre atritos entre o governador João Azevedo e o grupo de parlamentares que forma o denominado G11confirma que o estilo do atual chefe do executivo não se afina com a imposição e com a truculência e que o diálogo e o respeito aos pontos de vistas divergentes norteiam a conduta do socialista guindado ao cargo por um conjunto de forças que se chocam na disputa pela acomodação de espaços no novo cenário que as urnas demarcaram.
 
Que a disputa é real isso é inegável já que a existência do G11 confirma o clima de ebulição no interior do PSB resultado do choque de interesses que conduziram João Azevedo à vitória no primeiro turno e da imposição de um grupo em querer ter a primazia na condução do projeto que distinguiu o partido junto ao eleitor e consagrou o ex-governador Ricardo Coutinho como a maior liderança política do momento.
 
Imprensado entre essas duas placas políticas, o governador vem trabalhando a pacificação do partido e de sua base na base da conversa e da compreensão evitando os rompantes de autoritarismo que tanto sucesso fez no passado e que hoje é responsável pelos atritos que agitam os bastidores do poder.
 
Se dúvidas havia as declarações da deputada Pollyanna Dutra dirimem todas, ao afastar de si o cálice da prepotência que alguns espaços da mídia haviam colocado em seu caminho divulgando que a ex-prefeita de Pombal teria sido encostada na parede pelo governador ao exigir que ela se afastasse do grupo que tanta resistência tem imposto ao ex-governador desde quando desobedeceu a orientação para eleger o colega Hervázio Bezerra para presidir a Assembleia em um segundo biênio.
 
Ao enfatizar e enaltecer a postura democrática de João Azevedo, Pollyanna não deixa de compara-la a outros procedimentos opostos ao do governador atual onde a truculência era sempre a via percorrida para resolver impasses.
 
Ao desmentir o xeque-mate e enaltecer a forma democrática do governador de conviver com o contraditório Pollyanna anuncia que a Paraíba evoluiu politicamente e tem hoje no seu comando um chefe que sabe respeitar as divergências e revela também que o grupo politico ao qual aderiu não tem João Azevedo como opositor e muito menos alvo de retaliações.
 
As declarações prestadas pela deputada ao jornalista Anderson Soares e veiculadas em seu blog negando qualquer imposição ou ultimato da parte de João comprovam que são outros os tempos vivenciados na Paraíba.
 
Pollyana nega pressão de João e descarta saída do G-11: “Não há rupturas com nenhum dos lados”
 
A deputada estadual, Pollyana Dutra (PSB) negou que tenha havido pressão do governador João Azevêdo (PSB), para que ela deixe o G-11, conforme publicação no Blog do Anderson Sores. Ela elogiou postura de João e disse que o governador não tem o perfil de colocar os deputados no “canto da parede”.
 
“Não houve nenhum tipo de pressão do governador para eu deixar o G-11 sob perna de perder os cargos no Estado. Isso não procede. O governador é um democrata e tem uma postura equilibrada. Inclusive, isso chamou bastante atenção na reunião com a bancada. Diante das pressões dos deputados, ele manteve uma postura muito equilibrada”, disse.
 
A deputada negou qualquer possibilidade de deixar o G-11. Segundo ela, em nenhum momento houve qualquer tipo de ruptura com o grupo. “Não há ruptura com nenhum dos lados. Nem com o governo nem com o G-11. Nunca existiu pressão para eu deixar o grupo. Esse não é o perfil de João Azevêdo”, finalizou.
 

Fonte: redação/portais

Notícias + Lidas