Jampa News

06/12/2018 às 06:03

OSUFPB apresenta concerto em homenagem a Radegundis Feitosa

O concerto abre com a estreia mundial da obra Pedra Bonita, de Liduino Pitombeira O concerto abre com a estreia mundial da obra Pedra Bonita, de Liduino Pitombeira

A Orquestra Sinfônica da UFPB apresenta, nesta sexta-feira, 07 de dezembro,  o seu último concerto da série “Concertos Especiais”, da temporada de 2018, com uma homenagem ao músico paraibano Radegundis Feitosa. O evento acontece na sala cujo nome homenageia o saudoso trombonista, onde serão executadas obras especialmente compostas para este que foi um dos mais respeitados músicos no Brasil e no exterior.
 
O concerto começa às 20:00 horas, mas antes, como de costume nos concertos da OSUFPB, haverá uma pequena fala explicativa sobre a natureza das obras apresentadas e por isso recomenda-se ao público que chegue pelo menos meia hora antes de seu início. A entrada é franca e aberta para o público de todas as idades.
 
O concerto abre com a estreia mundial da obra Pedra Bonita, de Liduino Pitombeira. A obra foi encomendada pela OSUFPB especialmente para esta ocasião em que será estreada pelo Quinteto de Sopros Radegundis, como solistas acompanhados pela orquestra. A começar pelo nome que é a tradução de Itaporanga (cidade natal do homenageado), em Pedra Bonita o compositor faz uma alusão a fases da vida de Radegundis. O tema de 12 notas simboliza os 12 signos, significando aqui o destino.
 
Seções contrastantes da obra traduzem suas trocas súbitas de humor,  da seriedade de um assunto profissional à risada inconfundível e inesquecível do saudoso músico. 
Em seguida, será interpretado o "Requiem para um Trombone", obra composta em 2010 por Eli-Eri Moura. "O Requiem representa a passagem/jornada de  Radegundis deste nosso plano para outro superior: claro, o trombone representa o próprio Radego (apelido carinhoso adotado para o homenageado); a soprano, um anjo, e o madrigal, um coro de anjos", informa o compositor Eli-Eri Moura. O Requiem possui 11 movimentos que alternam texto em latim e português cantado pela soprano solista e pelo coro, com intervenções do trombone e acompanhamento do piano e da orquestra. Esta será a primeira vez que é apresentado na Sala de Concertos que leva o seu nome.
 
Para este concerto, a OSUFPB, além de seus vinte e um músicos de cordas, contará com a participação de músicos amigos e familiares de Radegundis Feitosa, que copõem o quinteto de Sopros Radegundis. São eles: Renan Rezende, flauta; Ravi Shankar, oboé; Arimateia Veríssimo, clarineta; Heleno Feitosa, fagote; Radegundis Tavares, trompa. Para a execução do “Réquem para Um Trombone”, participarão a cantora Izadora França (soprano), o trombonista Sandoval Moreno, o pianista Henrique Martins e ainda o Côro de Câmera de Campina Grande, sob a regência do maestro Vladimir Silva. A OSUFPB estará sob a regência de seu maestro titular, Thiago Santos.
 
Recomenda-se ao público que chegue pelo menos meia hora antes do início do concerto para que, além de conseguir os melhores lugares para prestigiar o emocionante espetáculo, possa assistir a uma pequena palestra sobre as obras apresentadas, desta vez proferida pelo professor do Departamento de Música da UFPB, Marcílio Onofre.
 
Radegundis Feitosa
 
Radegundis Feitosa (1962-2010), natural da cidade de Itaporanga/PB,  foi um primoroso trombonista, professor do Departamento de Música da UFPB, tendo sido o primeiro doutor brasileiro em performance nesse instrumento, conquistando esse título  no ano de 1991, na Catholic University of America, em Washington (EUA). É considerado um dos mais importantes representantes do mundo na execução, difusão e popularização do trombone, tendo participado de eventos no Brasil e em vários outros países através dos grupos que fundou e participou, agregando profissionais e divulgando, sobretudo a música brasileira. Radegundis faleceu em trágico acidente de automóvel, em 01 de julho de 2010.  
 
Encerrando a temporada
 
A coordenação da OSUFPB já informa que no próximo dia 14 de dezembro será realizado o concerto de enceramento da temporada com obras de Mozart e Mendelssohn. A temporada de 2019 já está sendo selecionada por edital e promete grandes momentos para o já fiel público deste precioso equipamento cultural da UFPB.
 
SERVIÇO:
 
Concerto da OSUFPB – Último da Série “Concertos Especiais”, da temporada 2018
Sala de Concertos Radegundis Feitosa
07 de dezembro (sexta-feira)
20:00 horas
(às 19:30 bate-papo musical com Macílio Onofre)
Entrada franca
 

Fonte: Assessoria