Jampa News

12/07/2018 às 11:49

Honestidade e competência seriam os atributos exigidos pelo eleitor e essas qualidades estariam favorecendo Maranhão e estimulando adesões

Para muitos Maranhão tem o perfil que o povo exige Para muitos Maranhão tem o perfil que o povo exige

Nos últimos dias têm pipocado apoios de prefeitos ao candidato José Maranhão do MDB. Do ponto de vista da densidade eleitoral nada de impressionar já que representa um contingente de pouquíssima repercussão nas urnas haja vista o número reduzido de eleitores, mas para efeito de propaganda tem sua utilidade estratégica e também para mostrar uma tendência exposta nas justificativas para a adesão ao velho guerreiro.
 
De acordo com os que aderiram a Maranhão a motivação maior teria sido a trajetória ilibada do candidato aliada a sua experiência de vida e de trato com a coisa pública, onde se revelou um gestor com capacidade acima da média haja vista seu desempenho ao assumir um mandato no meio do caminho depois da cassação de Cássio, além da perícia como conduziu ao seu destino um bonde que já vinha desencarrilhando pela inoperância e desleixo do motorneiro deixado à beira dos trilhos pela Justiça Eleitoral.
 
Seriam essas qualidades, aludidas pelos adesistas, de bom administrador e de ficha limpa, que estariam consolidando a candidatura de Maranhão. Esses predicados também são ressaltados pela imensa maioria dos paraibanos, que enxergam no velho senador uma trincheira dos bons costumes e da moralidade pública.
 
Para um experiente observador do cenário político, como Tavinho Santos, com vasta experiência de bastidores e com larga vivência em mandatos eletivos, vereador por várias legislaturas na capital, além de secretário municipal em diversas gestões, esse perfil de seriedade e competência que o eleitor de hoje está exigindo para os candidatos favorece José Maranhão.
 
Segundo Tavinho, o eleitor decepcionado com o cenário de desmandos que avassala o país - onde todos os índices de desenvolvimento estão muito aquém do ideal apesar de relativo avanço na atual gestão estadual -, estaria exigir dos candidatos, acima de tudo, idoneidade, credibilidade e competência.
 
Quem não reunir essas virtudes, não terá o apoio do eleitor, diz Tavinho. Para ele, não basta o apoio da classe política para se lançar candidato: “É preciso ter história e competência comprovada, idoneidade insuspeita, para gerir um estado cujas dificuldades e problemas são seculares e que ainda patina em indicadores que estarrecem e que impedem o pleno desenvolvimento”.
 
Tavinho aponta os graves problemas na Educação, na Saúde e na Segurança como desafios para aqueles que almejam governar a Paraíba e o eleitor não está disposto eleger candidatos apenas porque a classe política empresta apoio a essas pretensões individuais ou de grupos, enfatiza.
 
E resume: “quem reunir essas qualidades de bom administrador e de honradez irretocável vai conquistar o apoio do eleitor independente de qual a legenda pertença”.
 
A avaliação de Tavinho resumiria o favoritismo que parece ter o candidato do MDB com uma longa e eficiente folha de serviços prestados e uma vida sem máculas.
 
 

Fonte: Redação