Jampa News

30/04/2019 às 18:17

Grupo de flautas e coral de idosos do Serviço de Convivência de Soledade chama a atenção dos vicentinos de Campina Grande

Crianças, adolescentes e idosos que fazem parte de projetos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Prefeitura Municipal de Soledade participaram, no domingo (28), da Festa Regulamentar em honra aos 184 de Antônio Frederico Ozanam, fundador da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP), entidade de caridade, sem fins lucrativos, bastante conhecida na Paraíba. O evento, que ocorreu na Casa do Menor, em Campina Grande, contou com a apresentação do grupo de flautas "Filhos do Nordeste" e do grupo de coral "Vozes da Sabedoria".
 
Ao todo, participaram da apresentação 16 crianças e adolescentes e 46 idosos. Todos eles foram para Campina Grande em um ônibus locado pela Sociedade São Vicente de Paulo e uma van locada pela Secretaria de Assistência Social de Soledade. Os dois grupos do SCFV foram recepcionados pelas Missões Vicentinas e pelo Conselho Central de Campina Grande, que os convidaram para abrilhantar o evento, prestigiado por cerca de 300 pessoas.
 
Além disso, os grupos geraram interesse nos realizadores da ação, que reuniram-se, posteriormente, com a coordenadora do SCFV, Janeide Costa, para colher informações e implantar projetos similares ao realizado em Soledade. As apresentações foram as atrações principais do evento. "Todos ficaram bem emocionados e gerou interesse dos organizadores para que esse projeto servisse de base para que eles copiassem nos grupos de idosos que eles têm. Assim, falei sobre o que fazíamos no Serviço de Convivência, como nós trabalhávamos, como os idosos eram encaminhados para o Serviço. Enfim, foi um dia muito produtivo", disse Janeide, lembrando que esse é o resultado de um trabalho feito com responsabilidade e com políticas públicas construídas com base na proteção e inclusão social para os que mais precisam", finalizou.
 
Um pouco da SSVP
 
A Sociedade São Vicente de Paulo foi fundada em 23 de abril de 1833 por um grupo de universitários liderados por Antônio Frederico Ozanam (1813-1853), estudante de Direito da Universidade de Sorbone, em Paris. A entidade surgiu em resposta ás críticas que os ateus faziam naquele tempo aos cristãos, dizendo que eles não praticavam o que pregavam. Assim, a SSVP foi criada e mantida até hoje por católicos leigos que, voluntariamente, se empenham no apoio a indivíduos, famílias e grupos marginalizados. O patrono do grupo liderado por Ozanam foi "o Pai da caridade", São Vicente de Paulo (1581-1660). A primeira unidade vicentina no Brasil foi criada no Rio de Janeiro em 1972. Hoje existem 300 mil vicentinos em todo o país,  e 200 mil famílias assistidas. 
 

Fonte: Ascom

Notícias + Lidas