Jampa News

21/01/2019 às 07:34

Governador pode fazer mudanças na equipe até o São João; alguns auxiliares não comem a canjica do Santo

Para muitos, o governador João Azevedo vem mostrando uma habilidade como timoneiro que garante o rumo correto da barca socialista entupida de gente a querer os espaços mais nobres da nau vitoriosa. 
 
Assediado pelos muitos correligionários que a vitória lhe concedeu, João tem procurado evitar criar arestas e mais ainda em não ampliar as que já existem como herança de uma gestão que não foi pródiga em alisar a classe política carente dos afagos a que está tão acostumada e que lhe faltou nesses oito anos de aridez afetiva bem ao estilo áspero do ex-governador Ricardo Coutinho.
 
Numa manobra que revela sua habilidade política, João evitou as disputas por espaços na sua gestão e conservou a espinha dorsal do Governo de Ricardo numa justificativa que casava com os interesses do governador que saiu e evitava principalmente as cobranças dos que já estavam aboletados e receosos de perderem fatias de poder.
 
Praticamente com o mesmo secretariado, João aplacou as disputas internas e transferiu para o futuro o momento de dar ao Governo o seu perfil de gestor.
 
É certo que essa equipe é do momento e muitos dos que ficaram podem não comer a canjica do São João já que é sabido nos subterrâneos do poder que áreas do Governo de Ricardo não funcionaram a contento e esse descompasso será corrigido pelo sucessor na melhor oportunidade que apareça.
 
No momento, o foco do governador é a eleição da Mesa Diretora da Assembleia cujo resultado terá enorme influência na sua gestão e pode garantir a tranquilidade parlamentar que todo governante precisa para tocar o barco.
 

Fonte: Redação