Jampa News

18/02/2019 às 19:04

Final de taça repleta de incoerências

O Rio de Janeiro parece não encontrar a paz, mesmo em eventos esportivos os ânimos estão sempre acalorados e prontos para sangrar em confrontos banais. Esse domingo tivemos mais um absurdo caso de torcedores que não entendem nada do que é torcer. Apresentaram uma extrema falta de capacidade para conviver em sociedade. Um confronto para saber quem iria ficar com o lado sul do maracanã estragou a festa? Não. No entanto nos deixa perplexos vendo como é frágil o espirito do torcedor, fazer de um estádio um coliseu e romper com a civilidade, destruição do patrimônio público, violência desmedida, confronto entre torcedores e policias. Nada novo para nosso esporte. E fica a pergunta: até quando veremos isso ocorrer. 
 
Nos anos oitenta os ingleses vivenciaram esse fenômeno. Como ele conseguiram reverter essa guerra sem sentido? Há muito o que aprender com o passado deles. Foi só com uma tragédia onde morreram 39 torcedores que resolveram entender que futebol e conflitos sanguinários não combinam. Então eles banidos dos estádios, com seus responsáveis presos e com as devidas punições impostas aos clubes, com uma nova politica nos estádios, modernizados, onde não teria mais espaço para divisões de grupos por clubismo. 
 
O brasileiro precisa com urgência rever a maneira como estamos nos afastando do esporte que nossa paixão nacional. A violência das torcidas está cada vez mais no tirando a beleza da festa. 
 
 

Fonte: Redação

Notícias + Lidas