Jampa News

04/12/2017 às 15:44

Câmara 70 anos: secretário da Segurança de São Paulo ministra palestra no plenário da CMJP

Ele ainda definiu segurança pública como um remédio contra a violência e apoiou a ideia de que os governos precisam investir em políticas públicas Ele ainda definiu segurança pública como um remédio contra a violência e apoiou a ideia de que os governos precisam investir em políticas públicas

‘Política de Segurança Pública nas Capitais e Regiões Metropolitanas‘. Esse foi o tema da palestra apresentada pelo secretário da Segurança do estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, no Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na manhã desta segunda-feira (4). A palestra integra o ciclo ‘Câmara Aberta: diálogos da democracia‘ promovido em comemoração aos 70 anos da Casa Napoleão Laureano.
 
O secretário Mágino Filho, responsável por diminuir significativamente os índices de homicídios e latrocínios no estado de São Paulo, defendeu a necessidade da área ter uma fonte financiadora que garanta recursos permanentes, como já ocorre com as áreas de saúde e educação. "A diminuição dos indicadores criminais está intimamente ligada aos investimentos. A área de segurança pública precisa ter recursos garantidos para que a união, os estados e os município enfrentem esse grande problema juntos. Segurança pública é um problema de todos os entres federativos", afirmou.
 
Ele ainda definiu segurança pública como um remédio contra a violência e apoiou a ideia de que os governos precisam investir em políticas públicas que funcionem como vacinas. "O que o país precisa é de vacina. Se nós tivermos uma sociedade mais justa, mais equilibrada, com certeza teremos mais segurança. Se investirmos em assistência social e educação, que funcionam como vacinas, certamente teremos que utilizar menos o remédio (segurança)", argumentou.
 
Mágino Filho ainda apontou o investimento em tecnologia como um dos fatores que contribuíram para a redução dos índices de criminalidade em São Paulo. "Há mais de cinco mil câmeras de monitoramento instaladas no estado, mais da metade delas na capital. Quase 6 mil pessoas foram presas em flagrante delito entre 2014 e 2017 só com a utilização do Sistema Detecta, que também gerencia as informações fornecidas pelas Polícias Civil e Militar, facilitando o trabalho de ambas", citou.
 
"Outra ferramenta, desenvolvida pela própria secretaria, o Infocrim, mapeia as manchas de criminalidade e nos dá condições de organizar a distribuição do efetivo policial de forma mais eficiente", garantiu o secretário.
 
Ele ainda defendeu a necessidade de integração nacional das polícias e do envolvimento de instituições como o Ministério Público e a Justiça para combater o crime organizado de forma mais efetiva. "Se o crime é organizado é porque ele, em parte, se beneficia da desorganização das instituições. Uma organização institucional é necessária para avançarmos contra o crime. Uma saída seria a criação de uma agência integrada de inteligência para trocar informações o tempo todo. O monitoramento de perto das facções criminosas é fundamental", concluiu.
 
Além do palestrante, compuseram a mesa dos trabalhos os vereadores Milanez Neto (PTB) e Humberto Pontes (Avante); o secretário de Segurança Pública e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima; o comandante-geral da Polícia Militar paraibana, coronel-PM Euller Chaves; e o secretário municipal de Segurança Urbana e Cidadania, Geraldo Amorim. A palestra foi prestigiada pelos vereadores da Capital.
 
Remédio e vacina
 
Pouco antes do início da palestra, Mágino Alves Barbosa Filho chegou à Câmara de João Pessoa acompanhado do seu chefe da Assessoria Militar da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, coronel-PM Joselito e assessores diretos. Também o acompanhavam o secretário de Segurança Pública e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, e o comandante-geral da Polícia Militar paraibana, coronel-PM Euller Chaves.
 
O secretário paulista foi recepcionado pelos vereadores Humberto Pontes (Avante) e Professor Gabriel (PSD). Antes de seguir ao plenário para proferir sua palestra, Mágino Alves concedeu entrevista à TV Câmara JP. "A segurança pública é nada mais do que um remédio para a sociedade. O que a sociedade de fato precisa é de uma vacina", sintetizou o secretário, afirmando que haveria a necessidade de um investimentos específico na segurança pública, além de trabalhar melhor a saúde e a educação do país. "A participação do secretário de São Paulo enriquece o nosso ciclo de palestras. Sua experiência à frente do aparato de segurança da maior cidade do país pode em muito contribuir para a nossa Paraíba", destacou o presidente da CMJP, vereador Marcos Vinícius.
 
 
Rafaela Cristofoli

Comentarios da notícia

Siga-nos noTwitter

Curta nosso Facebook