Jampa News

12/04/2019 s 12:44

Cabedelo recebe investimentos em telefonia aps ao da CPI da Telefonia

Cabedelo foi mais um município paraibano beneficiado com investimentos das empresas de telefonia móvel em cumprimento a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado por meio da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Telefonia instalada na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). A empresa Vivo investiu R$ 4 milhões na instalação de rede de fibra ótica (FTTH), tornando o município o primeiro coberto 100% com essa tecnologia no Estado.
 
"Estamos vendo com esse investimento, o resultado da CPI da Telefonia em mais um município da Paraíba. A Vivo, por exemplo, era presente em apenas 73 cidades e depois do nosso trabalho na CPI, a empresa já passa operar e investir em 210 municípios. E até a Vivo reconhece que passou a investir mais depois da instalação da Comissão na Assembleia Legislativa. Além de fiscalizar as ações governamentais, também é nosso dever cuidar dos interesses da Paraíba e do nosso povo", destacou a deputada Camila Toscano (PSDB), vice-presidente da CPI da Telefonia.
 
De acordo com a Vivo, com planos de banda larga de até 300 MB, a oferta da empresa em Cabedelo atenderá tanto clientes residenciais quanto empresas de todos os portes nos bairros que serão atendidos. Para a empresa, Cabedelo faz parte do cronograma de municípios selecionados pela Vivo para receber a rede de fibra em 2019 e agora se soma às cidades de João Pessoa e Campina Grande, que possuem telefonia fixa, internet banda larga e TV por assinatura da Vivo.
 
"Cabedelo é uma cidade extremamente importante e estratégica para a Vivo e, por isso, estamos trazendo a fibra ótica em 2019. A partir de agora, a cidade entrará para o crescente grupo de municípios que pode contar com o que há de mais moderno em termos de banda larga de ultra velocidade e TV por assinatura no país. Os clientes poderão navegar na internet com muito mais velocidade, jogar online, assistir a vídeos em alta resolução, trocar documentos e arquivos, usar aplicativos que exigem muita banda, além de estabilidade para conectar vários dispositivos ao mesmo tempo", afirma Ricardo Vieira, diretor Regional da Vivo no Nordeste.
 

Fonte: Ascom