Fundador: Arlindo Almeida
POLÍTICA ECONOMIA ENTREVISTA SAÚDE EDUCAÇÃO CULTURA GERAL INTERNACIONAL POLICIAL COLABORADORES
 
20/04/2012
Guerra Santa: Tema da homossexualidade esquenta debate entre vereadoras

Se havia alguma dúvida quanto à sexualidade da vereadora Sandra Marrocos, elas foram redimidas hoje. Num debate caloroso com a colega evangélica Eliza Virginia sobre os espaços requisitados pelos homossexuais na sociedade, Sandra ressaltou que, apesar do ardor com que defende a causa homossexual a sua preferência é por homens. “Sou casada, tenho filhos e a minha atividade sexual é com homens”, esclareceu irritada a socialista da tribuna da Casa de Napoleão Laureano.

A duas têm travado um duelo sem tréguas na abordagem do tema. Uma. Eliza, criticando os avanços e conquistas dos homossexuais que, na sua visão religiosa coloca em risco as bases da família ao elaborarem projetos que pretendem retirar a obrigatoriedade dos nomes de pais e mães de documentos oficiais, por exemplo; e a outra, Sandra, achando que essas questões representam um avanço da civilização.

Para Eliza, caso esses projetos sejam aprovados dariam início a uma “guerra Santa” no país e contribuiriam para aumentar o ódio aos homossexuais cada vez mais aparados por privilégios como cotas em concursos públicos etc.

Já Sandra se diz disposta às últimas conseqüências para ampliar esses “direitos” mesmo tendo preferência pelo gênero masculino, o que não deixa de ser uma contradição do ponto de vista da colega que teria insinuado que a socialista trabalharia em causa própria.

Pelo calor do embate a guerra santa profetizada por Eliza já começou e teve início na Câmara Municipal de João Pessoa.

Vereadora de João Pessoa se revolta com colega da Câmara e dispara: ‘Eu não sou gay’
Debate sobre formato de família e busca de direito dos homossexuais pautou a Câmara
      
O debate sobre a união homoafetiva voltou a pautar a Câmara Municipal de João Pessoa nesta quinta-feira (19). As vereadoras Eliza Virgínia (PSDB) e Sandra Marrocos (PSB) protagonizaram mais uma vez o embate. Revoltada com declarações de Eliza, Sandra disparou. “Eu não sou gay”.

“Eu não sou gay. Eu nunca fui gay. Tenho filhos, sou mulher, minha sexualidade é vivida com homens”, fez questão de registrar a socialista, afirmando que não luta em causa própria quando defende os interesses dos homossexuais.

Eliza havia dito que o deputado federal, ex-BBB, Jean Williams lutava em causa própria guando defendia os interesses homossexuais, o que revoltou Sandra, defensora da causa gay. “Eu defendo com todas as minhas forças a garantia dos direitos homossexuais”, disse Sandra afirmando que defende, “com todas as forças”, a união homoafetiva.

Eliza questionou em tribuna um Projeto de Emenda a Constituição que, segundo a parlamentar, quer estabelecer a retirada do nome de pai e mãe em documentos de identificação, proibição de comemoração do ‘Dia das Mães’ e do ‘Dia dos Pais’ em escolas, além de cotas para homossexuais em concurso público.

 

Fonte:
Redação/portais
 
  Pesquisa
 
  Quem Somos   l   Anuncie   l   Expediente   l   Fale conosco  
Edifício Carlota III, Alameda Augusto dos Anjos, 2° andar, sala 206
Centro, João Pessoa - PB
Telefone: (83) 3043.9551